Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 24/04 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 24/04 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 24/04 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 24/04 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 24/04 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 24/04 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 23/04 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 23/04 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Mundo da moda invade cinemas na França

media John Casablancas ao lado de suas modelos logo após a criação da agência Elite, nos anos 1970 © Jacques Silberstein

A temporada parisiense de desfiles é marcada por uma série de filmes que abordam a indústria da moda e o universo das modelos. Um documentário sobre o criador da agência Elite, John Casablancas, que viveu no Brasil, é um dos destaques da programação.

Como acontece tradicionalmente nesta época do ano, não é raro cruzar modelos passeando pelas ruas de Paris. Entre a apresentação das coleções primavera-verão 2017 de moda masculina, que terminou essa semana, e os desfiles da alta-costura, que acontecem entre 3 e 7 de julho, alguns bairros da capital francesa podem se tornar uma verdadeira passarela a céu aberto. Mas desta vez, os modelos estão também nas telonas, em um documentário e duas ficções, em cartaz atualmente nos cinemas franceses.

"Casablancas, l’homme qui aimait les femmes" (Casablancas, o homem que amava as mulheres), que estreou esta semana, é um dos filmes mais esperados da indústria da moda este ano na França. O documentário de Hubert Woroniecki conta a saga de John Casablancas, um dos personagens mais emblemáticos do mundo dos desfiles.

Fundador da agência de modelos Elite nos anos 1970, ele transformou a profissão. Com uma estratégia publicitária agressiva e muitos escândalos, ele projetou jovens até então desconhecidas ao status de celebridades. Graças a ele, nomes como Naomi Campbel e Cindy Crawford, ou ainda Linda Evangelista, se tornaram estrelas nos anos 1980 e lançaram o fenômeno das top models que marcou as duas décadas seguintes. Sem Casablancas, modelos como Kate Moss e Gisele Bündchen, ou ainda Cara Delevingne e Kendall Jenner não ganhariam os milhões que faturam atualmente.

O nova-iorquino de origem espanhola também tinha uma paixão pelo Brasil, onde viveu parte da vida. Ele se casou com a ex-modelo brasileira Aline Casablancas, uma das vencedoras do Elite Model Look, concurso que o agente fundou, criando um novo método de recrutamento de talentos. Morto no Rio de Janeiro em 2013, aos 70 anos, Casablancas construiu um império que transformou totalmente a indústria da moda. Não há previsão de estreia do documentário no Brasil.

Entre terror e ironia

Outro filme sobre o mundo das passarelas em cartaz na França é “The Neon Demon”, uma ficção do dinamarquês Nicolas Winding Refn. O diretor de “Drive” conta a história de Jessie, interpretada por Elle Fanning, que tenta entrar na indústria da moda em Los Angeles. Entre sessões fotográficas com ares de vídeo clipe e uma trama que mistura terror e erotismo, a produção não agradou durante sua projeção no Festival de Cannes, quando chegou a ser vaiada. Mas os puristas da moda parecem apreciar a obra por seu aspecto estético. Estreia prevista em setembro no Brasil.

Já para quem procura um programa mais leve, os cinemas franceses também exibem atualmente a comédia “L’idéal”. O filme do escritor Frédéric Beigbeder dá um panorama bem-humorado do universo dos model scouting, os olheiros que percorrem o planeta em busca de novos talentos para as agências de modelos. Na trama, que não tem data prevista de estreia no Brasil, o personagem principal tem a missão de encontrar, no interior da Rússia, uma “new face” para a campanha publicitária de uma multinacional de cosméticos. Repleto de referências ao mundo da moda, mas também aos gigantes do setor de beleza na França.

Não é de hoje que os cinema se interessa pelo mundo fashion. Entre “O Diabo veste Prada” e as diferentes biografias de Yves Saint Laurent, os produtores entenderam que o assunto atrai o expectador. Na mesma linha, estreia este fim de semana, desta vez no Reino Unido, o esperado “Absolutely Fabulous – The Movie”. O filme ressuscita Edina et Patsy, personagens emblemáticas de uma série de mesmo nome que marcou os anos 1990. Se na época as estrelas eram Christian Lacroix, agora a trama conta como a assessora de imprensa desastrada assassina a top Kate Moss. A produção não tem data de estreia prevista no Brasil.

 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.