Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 18/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 18/08 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 18/08 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 18/08 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 18/08 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 18/08 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 17/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 17/08 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Muita gente morreu por não querer abandonar amigos, conta músico que tocava no Bataclan

media Os membros do grupo Eagles of Death Metal falam oficialmente pela primeira vez após os atentados de Paris. Capture d'écran

Mais de uma semana após os atentados que deixaram 130 mortos e mais de 350 feridos em Paris, o grupo californiano Eagles of Death Metal, que se apresentava no palco do Bataclan, relata pela primeira vez o ataque na casa de shows, principal alvo dos terroristas. Em entrevista ao site da revista Vice, cujo um trecho foi divulgado neste domingo (22), os músicos contam como algumas pessoas conseguiram se salvar.

O grupo Eagles Of Death Metal estava se apresentando para 1.500 pessoas no Bataclan quando os terroristas entraram na sala na noite de sexta-feira (13). O cantor e guitarrista Jesse Hugues, que conseguiu fugir por trás do palco ao ouvir os primeiros tiros, às 21h45 (horário de Paris), ainda se emociona ao contar o momento do ataque. “Muitas pessoas se esconderam no nosso camarim. Os atiradores conseguiram entrar no local e mataram todos, exceto um jovem que se escondeu atrás da minha jaqueta de couro. As pessoas se fingiam de mortas e elas estavam tão assustadas...”, conta o músico aos jornalistas de Vice.

Segundo ele, “uma razão pela qual tanta gente morreu foi porque vários não queriam deixar seus amigos para trás. Muitos tentaram proteger as pessoas se colocando na frente delas".

Jesse Hugues perdeu quatro amigos e colegas de trabalho, que faziam parte da equipe técnica do grupo, durante o atentado. Ao voltar para a Califórnia, o músico organizou uma coleta de fundos para as famílias das vítimas e a banda postou uma homenagem no Facebook.

A versão integral da entrevista dos membros do Eagles Of Death Metal será disponível no site de Vice esta semana.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.