Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 20/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 20/08 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 20/08 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 20/08 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 20/08 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 20/08 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 19/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 19/08 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Autoridades identificam mais dois autores dos atentados de Paris

media As autoridades francesas estimam que os atentados de Paris foram planejados na Síria por um jihadista belga chamado Abdelhamid Abaaoud, nome de guerra "Abou Omar". Reproiduç

A procuradoria-geral de Paris informou na manhã desta segunda-feira (16) que mais dois autores dos atentados da última sexta-feira (13) em Paris foram identificados. Com esse anúncio já são cinco terroristas conhecidos. Já o comandante do atentado seria o belga Abdelhamid Abaaud, que se encontra atualmente na Síria. O nome do suspeito aparece em várias investigações antiterrorismo na França.

Além do homem-bomba da sala de shows Bataclan, Omar Mostafai, cuja identidade foi confirmada pela impressão digital de um dedo decepado encontrado no local, outro participante do ataque ao estabelecimento e um dos homens-bomba do Stade de France foram identificados hoje. Um deles, Samy Amimour, 28 anos, tinha um mandato internacional de prisão emitido contra ele por violação de liberdade condicional. Em outubro de 2012, ele foi detido por associação com organização terrorista.

O outro identificado foi um dos homens que se mataram no Stade de France entrou na Europa pela Grécia, em outubro, e foi registrado como imigrante na Croácia. Um passaporte, cuja autenticidade não foi confirmada, permitiu supor esse percurso, mas a identidade foi determinada de fato pelas impressões digitais, que batem com as que foram colhidas na Grécia. O passaporte estava no nome de Ahgmad al Mohammed, nascido em 10 de setembro de 1990, em Idlib, na Síria.

A Turquia informou que um destes suspeitos esteve no pais em 2013, mas não há registro de sua saída. Ainda de acordo com o governo turco, a presença deste suspeito foi sinalizada à França duas vezes entre 2014 e 2015, mas Paris só pediu informações sobre essa pessoa depois dos ataques. Três membros da família de um jihadista foram colocados em detenção provisória nesta manhã.

De acordo com uma fonte ouvida pela agência de notícias Reuters, o comandante do atentado seria o belga Abdelhamid Abaaud, que se encontra atualmente na Síria. O nome dele aparece em várias investigações antiterrorismo na França, inclusive em uma sobre um projeto de atentado contra uma sala de shows. Essa mesma fonte afirmou que a possibilidade de ele estar por trás dos ataques é uma "hipótese privilegiada".

Terroristas podem ter entrado na Europa como refugiados

As novas descobertas aumentaram o temor de que parte do grupo tenha entrado na Europa na condição de refugiados. Mas o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, lembrou que "os refugiados fogem das mesmas pessoas que fizeram esse atentado". Três membros da família de um jihadista foram colocados em detenção provisória nesta manhã. 

Segundo a imprensa francesa, os terroristas tentaram entrar no Stade de France e tinham intenção de acionar seus cinturões cheios de explosivos no meio dos torcedores, diante das câmeras de televisão e também na frente do presidente francês, François Hollande. Eles tentaram entrar no estádio sem bilhetes, mas foram barrados e decidiram realizar a ação na frente de um restaurante fast food nos arredores do estádio e no meio da rua.

Mandado de busca internacional

Um mandado de busca internacional foi lançado neste domingo (15) contra Abdeslam Salah, belga de 26 anos, que é irmão de um dos terroristas mortos nos ataques. A polícia da França divulgou a foto desse suspeito e pede ajuda da população para localizá-lo. Outro irmão dele está detido na Bélgica para investigação.

 

Abdeslam Salah foi controlado pela polícia em Cambrai, norte da França, perto da fronteira com a Bélgica na manhã de sábado (14), mas ainda não havia mandado de busca contra ele. O carro onde estava pode ter sido usado para deixar o grupo de terroristas que invadiu o Bataclan.

Mandado de busca internacional de Abdeslam Salah, belga de 26 anos. REUTERS/Police Nationale

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.