Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 22/07 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 22/07 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 22/07 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 22/07 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 22/07 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 22/07 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 21/07 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 21/07 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Maioria dos franceses quer receber dinheiro como presente de Natal

media Muito dinheiro no bolso é o que os franceses querem neste Natal. REUTERS

Os franceses parecem não se constranger em admitir o que poderia ser interpretado como uma boa dose de ganância: o presente que mais gostariam de encontrar no pé da árvore de Natal esse ano é um maço bem generoso de euros. É isso que indica uma pesquisa divulgada nesta sexta-feira (13) pelo instituto Deloitte. Mas qual será a decepção ao descobrir que o presente mais distribuído em 2015 vai ser... chocolate.

No ano passado, a quantidade de franceses que preferiam receber dinheiro como presente de Natal era de 38%. Nesse ano, o número de entrevistados que deseja que o Papai Noel traga euros é ainda maior: 45%.

"Pedir dinheiro sempre tem seu lado constrangedor, pode dar a impressão que estamos passando por problemas financeiros. Mas minhas ideias de presentes se esgotaram", diz um parisiense de 37 anos entrevistado pelo jornal Aujourd'hui en France.

Entre os jovens, nada de smartphones, roupas ou sapatos, como era a tendência até o ano passado. Na faixa de 18 a 24 anos a ganância é ainda maior: 67% querem dinheiro. Além disso, ingressos para eventos, como shows, teatros e partidas esportivas, chegam em quinto lugar para a juventude francesa.

Os únicos que não parecem preocupados com dinheiro são os franceses pertencentes à faixa de idade dos 55 aos 64 anos. Para esses, o melhor presente de Natal é um bom livro. "Prefiro receber algo cultural de meus parentes", confessa Christophe, de 55 anos, entrevistado pelo Aujourd'hui en France na saída de uma livraria. Mas, para agradar a irmã, também na faixa dos 50 anos, e o sobrinho, de 25, ele recorrer às reservas bancárias.

Pediu dinheiro, ganhou chocolate

Mas esse não é o caso de todos os franceses. Na lista do instituto Deloitte, dinheiro ocupa a décima posição como opção de presente de Natal. Para a decepção dos gananciosos, o presente mais distribuído em 2015 será chocolate, com 36% das preferências. "O produto ganhou 12 pontos em relação a 2014", indica a pesquisa.

Em todo o caso, o presente mais detestado na França são os CDs. Na era da música digital, o produto ainda é o 6° mais distribuído da lista. Mas, para 27% dos franceses, é preferível não receber nada do que os ultrapassados compact discs.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.