Ouvir Baixar Podcast
  • 14h27 - 14h30 GMT
    Flash de notícias 16/12 14h27 GMT
  • 14h06 - 14h27 GMT
    Programa 16/12 14h06 GMT
  • 14h00 - 14h06 GMT
    Jornal 16/12 14h00 GMT
  • 08h57 - 09h00 GMT
    Flash de notícias 16/12 08h57 GMT
  • 08h33 - 08h57 GMT
    Programa 16/12 08h33 GMT
  • 08h30 - 08h33 GMT
    Jornal 16/12 08h30 GMT
  • 08h36 - 08h57 GMT
    Programa 15/12 08h36 GMT
  • 08h30 - 08h36 GMT
    Jornal 15/12 08h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Aos 91, Aznavour abre show em Paris com canto para migrantes

media O cantor Charles Aznavour é sensível à atual crise dos refugiados na Europa. AFP

Depois de quatro anos ausente dos palcos, o cantor franco-armênio Charles Aznavour abriu na terça-feira (15) sua nova temporada de concertos no Palais des Sports da capital entoando a música "Les Émigrants". O gesto foi uma demonstração forte de apoio aos milhares de refugiados que chegaram à Europa fugindo de guerras, perseguições e miséria.  

"Esta canção foi escrita há trinta anos, mas continua atual", disse o patriarca da canção francesa. "O que está acontecendo com os refugiados me afeta muito, eu imagino meus pais nessa situação, quando deixaram a Armênia e vieram para a França. É por isto que eu sempre estarei do lado dos que batem nas portas e não dos que as fecham", disse.

Vilarejos vazios para refugiados

Filho de refugiados armênios, militante e engajado politicamente, Aznavour propõe que os vilarejos franceses abandonados pelo êxodo rural sejam repovoados com os milhares de refugiados que chegam ao país. Ele também afirmou que está se preparando para receber refugiados em sua casa de férias, onde colocará uma caravana no jardim. "Não vejo problema em sacrificar um casal de oliveiras para isso", brincou.

O artista também lembrou a contribuição que diversos imigrantes deram à França como Pablo Picasso, o cantor Guy Beart e o escritor romeno Emil Cioran.

Charles Aznavour continua sendo uma estrela mundial, inclusive no Brasil e na América Latina, onde tem uma legião de fãs.

Ouça Charles Aznavour interpretando "Les Émigrants" 16/09/2015 Ouvir

 

 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.