Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 18/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 18/08 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 18/08 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 18/08 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 18/08 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 18/08 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 17/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 17/08 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Presidente francês introduz nova namorada aos poucos no cenário oficial

media Julie Gayet sur le Mont-Valérien (Hauts-de-Seine), le 18 juin 2015. REUTERS/Charles Platiau

A namorada de François Hollande, a atriz Julie Gayet, apareceu nesta quinta-feira (18) pela primeira vez em uma cerimônia oficial. Vestida de preto, ela participou do aniversário do apelo feito pelo general De Gaulle, no exílio em Londres, há 75 anos, para que os franceses resistissem à ocupação nazista.

No monte Valeriano, perto de Paris, onde foram executados quase mil reféns e resistentes no início dos anos 40, ela surgiu empurrando a cadeira de rodas do avô Alain Gayet, que atuou na Liberação, pouco antes da chegada do presidente Hollande.

Acompanhada do pai, Julie, de 43 anos, ficou o tempo todo atrás da fileira de ex-resistentes, que eram cumprimentados um a um por Hollande. No final, ela foi embora discretamente sob a chuva fina, com o pai e o avô, enquanto o presidente deixava o local por outro lado.

Fotos

No mesmo dia, o semanário de fofocas Paris-Match trouxe uma edição com a capa dizendo “Julie Gayet sob os holofotes”, explicando como “ela se inseria pouco a pouco em seu novo papel”, mas sem que fosse mostrada ao lado do presidente.

Segundo o palácio do Eliseu, foi “pura coincidência”. “Não teve estratégia nenhuma de nossa parte”, garante um conselheiro do presidente, explicando que a atriz estava no monte Valeriano na qualidade de “neta de um companheiro da Liberação”.

Nos últimos meses, a presença de Julie Gayet na esfera presidencial tem sido cada vez mais palpável, sem ser desmentida ou confirmada. Interrogado várias vezes, François Hollande reiterou o “direto ao respeito da vida privada”.

Ele e elas

O romance foi escancarado com estardalhaço na capa da revista de fofocas Closer de 10 de janeiro de 2014, com fotos do presidente, de moto, indo se encontrar com a atriz. Desde então fotos dos encontros furtivos do casal vêm à tona.

A ruptura com a ex-primeira dama Valérie Trierweiler também foi bastante barulhenta. Em crise de popularidade e a dois anos das eleições presidenciais, Hollande tenta manter a discreção.
O presidente nunca se casou, apesar de ter vivido muitos anos com a atual ministra da Ecologia Segolène Royal, que foi candidata presidencial em 2007 e com quem tem quatro filhos.
 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.