Ouvir Baixar Podcast
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 15/10 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 15/10 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 15/10 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 14/10 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 14/10 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 14/10 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 14/10 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 14/10 09h36 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Festa do Ano Novo no Champs-Elysées reúne 600 mil pessoas

media Espetáculo de luzes e imagens no Champs-Elysées encantaram turistas e franceses na chegada de 2015. REUTERS/Christian Hartmann

A festa de Ano Novo foi celebrada pelo mundo de diferentes maneiras. Na capital francesa, pela primeira vez, a prefeitura organizou uma festa oficial de Réveillon. Milhares de pessoas foram à Avenida Champs-Elysées assistir a um espetáculo de luzes, fogos de artificio e projeções de vídeo sobre o Arco do Triunfo.

Os franceses e turistas que festejam a chegada do Ano Novo na avenida Champs-Elysées finalmente tiveram uma festa oficial. Para festejar a virada do ano, a prefeitura organizou um show de luzes, contagem regressiva e fogos de artifício. Apesar de ser um destino popular para a passagem de ano, a capital francesa não tinha um evento organizado oficialmente, ao contrário de cidades como Nova York, Rio de Janeiro e Sidney.

Mas, neste ano, a nova prefeita de Paris, Anne Hidalgo, resolveu investir. Algumas horas antes da virada, uma projeção de uma animação sobre a fachada do Arco do Triunfo, localizado no início da avenida Champs-Elysées, mostrava o estilo de vida parisiense. A animação também lembrou que 2015 será o ano em que Paris receberá a COP21, a conferência das Nações Unidas sobre as mudanças climáticas.

A contagem regressiva preparou as cerca de 600 mil pessoas para a chegada de 2015 e, após meia-noite, uma queima de fogos que durou apenas um minuto encerrou a festa que foi transmitida ao vivo por várias redes de televisão. O presidente da França, François Hollande, foi ao Champs-Elysées para cumprimentar a prefeita de Paris e para ter mais informações sobre o esquema de segurança. Em todo o país, mais de 90 mil policiais e 38 mil bombeiros foram mobilizados.

Crime passional choca franceses na passagem do ano

O Ano Novo por também foi marcado por um crime passional, na cidade de Arras, no norte da França, que deixou três mortos em uma festa familiar. Segundo as primeiras informações da polícia, o autor do crime era um enfermeiro de cerca de 30 anos.

Inconformado com a recente separação, o homem foi a uma festa na qual estava a ex-companheira e matou a mulher e outros convidados. Pouco depois, ele também se matou.

 Virada em Xangai deixa 35 mortos

A chegada de 2015 foi uma confusão nas celebrações em Xangai, que deixou ao menos 35 mortos e dezenas de feridos. O empurra-empurra aconteceu em uma área turística conhecida, o Bund, às margens do rio Huangpu, onde tradicionalmete as pessoas se reúnem para celebrar a chegada do ano.

Ainda não estão claras as circunstâncias em que teria ocorrido a tragédia, mas os primeiros depoimentos indicam que a concentração de pessoas estava acima do normal e uma correria teria dado inicio à confusão. As vítimas teriam sido pisoteadas e asfixiadas.

 

 

 

 

 

 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.