Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 26/06 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 26/06 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 26/06 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 26/06 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 26/06 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 26/06 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 25/06 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 25/06 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

França aposta no "Black Friday" para aquecer vendas pré-natalinas

media Americanos vão as compras na abertura antecipada de uma loja de departamentos em Nova York para a operação Black Friday. Foto: Reuters

A França tenta pegar carona no sucesso comercial do "Black Friday" ("Sexta-feira Negra") americano, operação realizada no dia seguinte ao feriado de Ação de Graças nos Estados Unidos, onde as lojas e empresas oferecem descontos excepcionais para aquecer as vendas. Apesar da conhecida aversão dos franceses aos anglicismos, os comerciantes mantém o nome original da campanha "Black Friday" e prometem promoções incríveis durante todo o final de semana.

Na França, onde os períodos de liquidação só podem ser realizados em janeiro e julho, o comércio tenta queimar estoques de alguns produtos e, ao mesmo tempo, convencer os consumidores a gastar antes do corre-corre das compras de final de ano e garantir um movimento em novembro, mês tradicionalmente mais fraco para o comércio.

As promoções do "Black Friday" este ano incluem micro-ondas pelo equivalente a €49 (R$ 150 reais), e tablets de € 129 (R$390 reais) por €99 (R$ 280). Lojas de departamentos, supermercados, boutiques e sites de comércio on-line participam desta operação que já demonstrou ser eficaz. No ano passado, nos Estados Unidos, os americanos gastaram, em média, U$407 (€329) durante o Black Friday.

Otimismo prudente

Pesquisas recentes mostram que os comerciantes da França devem agir e não apenas ficar de braços cruzados. Segundo sondagem do Instituto Viavoice, 53% dos franceses disseram que vão gastar menos para as compras natalinas deste ano em relação ao Natal de 2013. Apenas 6% dos entrevistas pretendem gastar mais do que no ano anterior.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.