Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 17/06 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 17/06 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 17/06 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 17/06 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 17/06 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 17/06 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 16/06 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 16/06 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Ex-primeira-dama fala sobre fim de relação com Hollande e cogita escrever livro

media Valérie Trierweiler chega ao aeroporto de Mumbai, dia 27 de janeiro de 2014. REUTERS/Danish Siddiqui

Valérie Trierweiler, ex-companheira de François Hollande, diz que teve a “sensação de cair de um arranha-céu”, diante da revelação do caso amoroso do presidente francês com a atriz Julie Gayet. O depoimento foi dado à revista Paris Match, que chegou às bancas nesta quinta-feira (30). Ela garantiu também não estar passando por “um período de crise” e não exclui a possibilidade de escrever um livro.

As confidências foram feitas durante uma viagem humanitária à Índia no último final de semana. Foi o primeiro compromisso público de Valérie após uma semana internada e outra em repouso desde a revelação da revista de fofocas Closer sobre o caso Hollande-Gayet.

“Não foi a primeira ruptura da minha vida – ela é violenta porque tem muito destaque na mídia”, declarou a jornalista de 48 anos à revista para qual ela própria trabalha. Valérie se diz mais decepcionada do que com raiva.

Para a ex-primeira-dama, a política é um ‘mundo onde a traição vale a pena e esses não são meus valores”. Mas ela diz reconhecer que o período passado no Palácio do Eliseu foi uma experiência extraordinária, principalmente para uma pessoa de origem humilde.”Eu me dei conta, nos últimos meses, a que ponto tive sorte na vida”, acrescentou.

No último sábado, na véspera da viagem à Índia, François Hollande anunciou “o fim de sua vida comum com Valérie Trierweiler”.

François Hollande assumiu oficialmente a relação com Valérie em 2010. Antes ele viveu mais de 20 anos, sem se casar, com Ségolène Royale, ex-candidata socialista às eleições presidenciais de 2007, com quem teve quatro filhos.
 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.