Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 22/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 22/09 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 22/09 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 22/09 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 22/09 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 22/09 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 21/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 21/09 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Roubo de joias de mais de R$ 300 milhões é um dos maiores do mundo

media Fachada do Hotel Carlton em Cannes. Divulgação

O roubo de diamantes e joias de um hotel de luxo de Cannes, na Riviera Francesa, no domingo, foi de 103 milhões de euros (R$ 309 milhões), informou nesta segunda-feira o Ministério Público de Grasse, no sudeste da França. O valor é semelhante ao roubo do Diamond Center na Bélgica em 2003, considerado um recorde mundial até então.

A primeira estimativa feita ainda no domingo estimava o prejuízo em 40 milhões de euros, o que colocaria o roubo como o segundo maior da história da França.

Pela manhã, numa das avenidas mais badaladas de Cannes, um homem armado entrou nas dependências do Hotel Carlton e roubou uma caixa contendo uma valiosa coleção de joias. Apesar de armado, o assaltante não foi violento. As joias faziam parte de uma exposição, chamada "Diamantes Extraordinários", que estava no hotel desde o dia 20 de julho e deveria terminar no final de agosto. O criminoso ainda não foi identificado.

O roubo do Carlton se equipara a quando, em fevereiro de 2006, em Anvers, na Bélgica, ladrões esvaziaram 120 dos 160 cofres de um centro de armazenamento de diamantes sem que o sistema de alarmes se ativasse.

Na França, o maior roubo até então ocorreu em 2008, quando três homens roubaram 85 milhões ( R$ 255 milhões) de euros em joias da joalheria Harry Winston, em Paris. Um ano depois, a polícia anunciou ter recuperado 80% do que fora roubado.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.