Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 16/10 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 16/10 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 16/10 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 16/10 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 16/10 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 16/10 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 15/10 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 15/10 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Franceses manifestam em defesa do casamento gay

media Manifestantes durante a passeata de apoio ao casamento gay em 27 de janeiro em Paris REUTERS/Christian Hartmann

Milhares de pessoas foram às ruas nesse domingo em uma passeata de apoio ao casamento gay. Segundo os organizadores do evento, cerca de 400 mil participaram da manifestação, enquanto a polícia fala de 125 mil. O projeto, que faz parte das promessas de campanha do presidente François Hollande, será discutido pelo Parlamento a partir de terça-feira.

Como em toda manifestação do gênero, a passeata em defesa do direito ao casamento gay desse domingo terminou com balanços distintos. A polícia fala de 125 mil participantes, enquanto os organizadores afirmam que 400 mil pessoas saíram as ruas para apoiar o projeto de lei que será discutido a partir de terça-feira no Parlamento francês.

Segundo Nicolas Gougain, porta-voz da inter-LGBT, uma das entidades que organizam o evento, a manifestação foi “um sucesso”, já que reuniu um número bem maior de participantes que a última passeata em favor do casamento gay. Isso porque, mesmo se os organizadores não admitem, um dos objetivos desse domingo era ultrapassar os 150 mil manifestantes que saíram as ruas em 16 de dezembro para defender o projeto. Além disso, as associações queriam responder ao cortejo de 340 mil pessoas que, segundo a polícia, tomaram a capital em 13 de janeiro para mostrar seu desacordo ao casamento gay.

Milhares de defensores do projeto também desfilaram em outras cidades francesas. A inter-LGBT fala de 100 mil participantes nas manifestações fora de Paris.

União Civil

A França já possui o Pacs, um pacto de união civil entre pessoas do mesmo sexo, mas o dispositivo não dá os mesmos direitos que o casamento, como a possibilidade de adotar crianças ou o acesso à inseminação artificial no caso das mulheres. Essas duas exceções são as principais barreiras do debate, mesmo se elas ainda não fazem parte do projeto que começa a ser discutido na terça-feira.

Segundo a última pesquisa de opinião divulgada sobre o tema, 63% dos franceses aprovam o casamento gay e 49% também são favoráveis ao direito de adoção por casais do mesmo sexo. O primeiro-ministro francês, Jean-Marc Ayrault, que está em Santiago do Chile para a reunião de cúpula da Celac-União Europeia, disse mais uma vez que não tem nenhuma dúvida de que a lei será aprovada “por uma grande maioria”.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.