Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 18/11 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 18/11 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 18/11 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 18/11 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 18/11 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 18/11 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 17/11 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 17/11 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Depardieu não comparece em audiência por dirigir alcoolizado

media Depardieu (à direita) posa ao lado de Joseph Blatter durante a cerimônia de entrega do prêmio Bola de Ouro, nesta segunda-feira, em Zurique. REUTERS/Arnd Wiegmann

O ator Gérard Depardieu não se apresentou nesta terça-feira no Palácio de Justiça de Paris, onde havia sido convocado por dirigir embriagado no fim de novembro. Eric de Caumont, advogado do ator, justificou a ausência do ator por razões profissionais.

"Gérard Depardieu continua em viagem ao exterior discutindo projetos com produtores e vai se apresentar à justiça nos próximos meses", declarou o advogado, que foi sozinho à reunião com um representante do Ministério Público.

Nesta audiência Depardieu tinha a possibilidade de fazer uma "declaração de culpa", procedimento simplificado e alternativo a um processo. Como ele faltou, é provável que a justiça o obrigue a comparecer perante um tribunal correcional em uma data posterior. Segundo seu advogado, este processo irá ocorrer "em alguns meses".

Depardieu foi autuado pela polícia no dia 29 de novembro passado em Paris, após um incidente sem gravidade quando dirigia uma moto alcoolizado. Na legislação francesa, a presença do acusado é obrigatória na audiência de "declaração de culpa", diferentemente de um processo perante o tribunal correcional, no qual é possível ser representado por um advogado. Dirigir em estado de embriaguez na França pode levar a uma pena de até dois anos de prisão e de 4.500 euros (12.600 reais) de multa.

"Vou continuar francês"

Depardieu, de 64 anos, acaba de receber um passaporte russo por decisão do presidente Vladimir Putin, depois de ter anunciado sua intenção de não residir na França na sequência de uma alta de impostos significativa decretada pelo governo socialista de François Hollande. 

Convidado por Joseph Blatter, presidente da Fifa, o ator esteve ontem em Zurique, onde participou da cerimônia de entrega do prêmio Bola de Ouro. Ele chegou à Suíça proveniente da Rússia, onde foi buscar seu novo passaporte. Em entrevista ao canal esportivo L'Equipe 21, Depardieu disse que se sua intenção fosse o exílio fiscal, ele "já teria feito isso há muito tempo, como Alain Delon e Charles Aznavour". O ator, que também aguarda um pedido de nacionalidade da Bélgica, diz que continuará francês e poderá ter a dupla nacionalidade franco-belga.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.