Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 13/11 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 13/11 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 13/11 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 13/11 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 13/11 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 13/11 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 12/11 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 12/11 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Franceses revendem na internet seus presentes de Natal

media DR

Revender presentes de Natal não é mais um tabu na França. A cada ano, a prática tem se tornado mais comum na internet e muitas pessoas se apressam para disponibilizar as ofertas já na noite do dia 24, afirma o jornal Les Echos desta segunda-feira.

Desde sábado, os sites de de compra e venda de produtos já registram uma corrida dos franceses para revender os presentes de Natal indesejáveis ou repetidos. No dia 25, o site PriceMinister registrou, entre 21h e meia-noite, uma grande onda de pessoas ansiosas para se desfazer de seus presentes. Isso representa uma alta de 50% de produtos colocados à venda em relação ao mesmo período no ano passado. Em outro site de vendas, o E-bay, houve uma alta de 3,5% entre sábado e domingo ao meio-dia.

Entre os itens mais revendidos, estão a biografia de Steve Jobs e o último filme da saga de Harry Potter. Os presentes mais caros, como os smartphones e tablets, levam um tempo maior para serem revendidos, pois as pessoas ou percebem que não correspondem ao modelo que queriam ou que eles não tem utilidade, diz o jornal.

"O que era considerado um tabu há seis ou sete ano se transformou em uma atitude cada vez mais assumida", afirma um porta-voz do site E-bay.

Colaboração de Carla Tomazini

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.