Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 17/07 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 17/07 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 17/07 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 17/07 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 17/07 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 17/07 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 16/07 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 16/07 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Prefeito pede Exército para conter tráfico na periferia de Paris

media No ano passado, a polícia apreendeu 700 quilos de cocaína em Seine-Saint-Denis. DEA

A polícia francesa não consegue mais controlar o fogo cruzado protagonizado por gangues rivais de traficantes em algumas regiões de Seine Saint Denis, na periferia de Paris. Os tiroteios ameaçam até mesmo escolas, onde os alunos já se acostumaram a não poderem freqüentar o pátio durante o recreio por causa do risco de bala perdida.

Após as aulas, as crianças têm voltado correndo para casa para evitar o perigo de se verem envolvidas nos conflitos. Na quarta-feira, um homem foi ferido a tiros a poucos metros da escola, onde estudam 600 crianças.

Desesperado, o prefeito de Sevran, Stéphane Gatignon, ontem pediu a presença do Exército francês para reduzir a violência. "É uma verdadeira guerra de gangues, isso não pode continuar deste jeito. A polícia não consegue monitorar todos os locais o tempo todo", afirma o governante. Ele também defende a comercialização regulamentada da maconha para diminuir os conflitos.

No ano passado, a polícia apreendeu 700 quilos de cocaína em Seine-Saint-Denis. Conforme o principal sindicato de policiais da região, Alliance 93, uma das maiores dificuldades para conter o tráfico é que as funções nas quadrilhas são muito bem distribuídas, tornando complicada a tarefa de recolher provas consistentes contra os traficantes. Além disso, os criminosos contariam com a defesa de poderosos advogados, que isentam sistematicamente os suspeitos das acusações.
 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.