Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 20/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 20/08 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 20/08 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 20/08 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 20/08 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 20/08 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 19/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 19/08 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Europa

Itália: polícia encontra arsenal de guerra em depósito da extrema direita

media Míssil de fabricação francesa foi encontrado em depósito da extrema direita, perto de Turim (Foto: Reuters/imagens cedidas pela Polizia di Stato

A polícia italiana anunciou nesta segunda-feira (15) ter confiscado um importante arsenal de armas de guerra durante uma investigação sobre as ações de grupos neonazistas no país. O material que inclui um míssil de fabricação francesa, foi encontrado em um depósito situado em Rivanazzano Terme, no sul de Milão.

Policiais da tropa de elite revistaram diversos locais suspeitos no norte do país, que pertenceriam a italianos conhecidos por terem combatido na Ucrânia, ao lado das tropas separatistas pró-Rússia. Foi através de escutas telefônicas que os policiais obtiveram pistas sobre as armas e chegaram, por acaso, ao hangar. Entre os presos estão o proprietário do local, um suíço de 42 anos, seu sócio e Fabio Del Bergiolo, um ex-candidato ao Parlamento pelo partido Forza Nuova, de extrema direita.

“É uma operação sem precedentes na Itália”, disse o secretário de Segurança Pública de Turin Giuseppe de Matteis. Segundo ele, os detidos não pareciam ter ligação com militantes que combateram na Ucrânia, ao contrário do que pensava a polícia. O míssil encontrado, um Matra Super 530F pertenceu às forças armadas do Catar e está em perfeito estado, segundo as autoridades italianas.

Na busca, a polícia também encontrou 26 armas, incluindo fuzis, 20 baionetas e 800 munições de diversos calibres. “Por hora, nada leva a crer que eles tivessem projetos subversivos”, disse um dos responsáveis da divisão antiterrorista italiana, Eugenio Spina. A polícia italiana vem realizando diversas operações nas últimas semanas sobre membros da extrema direita nas redondezas de Turin. A última levou à prisão de Fabio Carlo D’Allia, acusado de apologia ao facismo e detenção de munições de guerra.

Diversos objetos em apologia ao nazismo foram encontrados no depósito (Foto: Reuters/imagens cedidas pela Polizia di Stato)

Propaganda nazista

As imagens mostram as armas cercadas de propaganda neonazista, como bandeiras, suásticas e até uma placa com os dizeres ‘Praça Adolf Hitler'. “É um caso inacreditável, grave, que merece toda a atenção”, reagiu Maurizio Martina, do partido Democrata, de centro-esquerda. O ministro do Interior, Matteo Salvini, de extrema direita, não comentou a operação.

 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.