Ouvir Baixar Podcast
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 18/09 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 18/09 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 18/09 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 17/09 15h27 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 17/09 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 17/09 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 17/09 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 17/09 09h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Europa

EUA abandonam conferência da ONU sobre desarmamento e dizem que Venezuela é um "Estado pária"

media O embaixador dos EUA na Conferência Nações Unidas sobre Desarmamento, Robert Wood, em 25 de fevereiro de 2019, em Genebra. Fabrice COFFRINI / AFP

A delegação dos Estados Unidos decidiu abandonar nesta terça-feira (28) a Conferência de Desarmamento, um fórum internacional da ONU que se reúne em Genebra, depois que a Venezuela assumiu a presidência rotativa.

"O que acontece aqui dentro agora mesmo é uma diatribe de propaganda", disse o embaixador americano Robert Wood, antes de afirmar que a Venezuela é um "Estado pária".

"Independente do que falarem ali, o que decidirem não tem absolutamente nenhuma legitimidade porque é um regime ilegítimo que preside este fórum", completou, em referência ao governo do presidente Nicolás Maduro.

O embaixador americano saiu da sala imediatamente depois que o embaixador da Venezuela na ONU em Genebra, Jorge Valero, começou a discursar após assumir a presidência.

Estados Unidos e outros 50 países reconheceram o opositor venezuelano Juan Guaidó como presidente interino.

"Um representante de Juan Guaidó, o presidente interino, deveria estar neste fórum, deveria estar sentado na cadeira agora mesmo", disse Wood.

A Conferência de Desarmamento (CD) foi um fórum chave da ONU na negociação de acordos de controle de armas, mas nos últimos anos foi bloqueado por divergências diplomáticas.

Wood descreveu a presidência da Venezuela do fórum como "outro dia trágico na história do CD", depois que no ano passado a Síria assumiu o posto, ocupado de maneira rotativa e por ordem alfabética do países membros.

(Com informações da AFP)

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.