Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 23/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 23/08 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 23/08 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 23/08 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 23/08 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 23/08 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 22/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 22/08 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Europa

Theresa May enfrenta Parlamento na defensiva sobre nova proposta para o Brexit

media A primeira-ministra britânica, Theresa May, tenta pela quarta vez aprovar uma solução negociada para o Brexit. REUTERS/Toby Melville

A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, volta nesta quarta-feira (22) ao Parlamento britânico para explicar em detalhes sua nova proposta para o Brexit. A quarta versão do projeto foi mal recebida.

A nova proposta, com 10 medidas, chamada por Theresa May de "Brexit de nova Geração" deve ser apresentada para votação no início de junho. O texto traz uma série de compromissos, incluindo a manutenção de uma união alfandegária temporária com a União Europeia e, principalmente, a possibilidade de os deputados aprovarem a realização de um segundo referendo sobre o Brexit. Mas as críticas vieram de todos os lados.

Os deputados do Partido Conservador, o mesmo da primeira-ministra, dizem não poder apoiar uma proposta que trairia a confiança dos eleitores que votaram para uma saída bem negociada do bloco europeu. Os que defendem o "Brexit duro" afirmam que essa versão é pior ainda do que as anteriores e vão votar contra.

O líder do Partido Trabalhista, de oposição, Jeremy Corbin, declarou que a nova versão é "requentada", sem novidades sobre questões alfandegárias e direitos dos trabalhadores.

A saída do Reino Unido da União Europeia estava prevista para 29 de março mas foi adiada para 31 de outubro. Por isso, os britânicos vão às urnas nesta quinta-feira (23) para votar nas eleições de renovação do Parlamento Europeu. O país elege 73 eurodeputados e os defensores do Brexit lideram as pesquisas de intenção de voto.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.