Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 23/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 23/08 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 23/08 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 23/08 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 23/08 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 23/08 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 22/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 22/08 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Europa

Reino Unido: Pesquisa aponta vitória de Partido do Brexit nas eleições europeias

media Partido do Brexit recém foi criado por Nigel Farage e já teria 34% das intenções de voto, segundo pesquisa. REUTERS/Scott Heppell

Toda a confusão para viabilizar a saída do Reino Unido da União Europeia não parece ter feito os britânicos mudarem de ideia sobre o Brexit. O Partido do Brexit, criado pelo líder populista Nigel Farage, aparece no topo das intenções de voto nas eleições europeias no país e conseguiria mais votos que os dois partidos tradicionais juntos, o Trabalhista e o Conservador.

A sondagem realizada pelo instituto Opinium para a revista Observer e divulgada neste sábado (11) indicou que o partido recém criado por Farage teria 34% das intenções de voto. O Partido Conservador, da primeira-ministra Theresa May, aparece em quarto lugar, com 11%, enquanto o Trabalhista, de centro-esquerda, ficou em segundo (21%) e o Liberais-democratas, em terceiro (12%).

Apesar do impasse para a concretização do Brexit, que foi adiado para outubro, os britânicos deverão comparecer às urnas para as eleições europeias, já que permanecem no bloco até lá. A votação ocorre em duas semanas.

Demissão de Thereza May

Neste sábado, um líder conservador declarou que May deveria aproveitar uma reunião com deputados do partido, prevista para quarta-feira (15), para determinar a data da sua demissão do cargo. “Seria estranho não haver uma compreensão clara [da data da partida] ao final deste encontro”, comentou Graham Brady, em entrevista à rádio BBC. Os parlamentares, acrescentou Brady, pediram para a premiê “esclarecer as coisas”.

Desde janeiro, May fracassou em aprovar um acordo de saída do Reino Unido da União Europeia pela própria maioria parlamentar conservadora no Parlamento. O acerto foi firmado em novembro de 2018 com Bruxelas. Paralelamente, ela tenta convencer a oposição, liderada por Jeremy Corbyn, a chegar a um compromisso pela aprovação do texto.

Com infomações Reuters

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.