Ouvir Baixar Podcast
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 16/06 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 16/06 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 16/06 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 15/06 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 15/06 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 15/06 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 15/06 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 15/06 09h33 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Europa

Bolsonaro cumpre agenda em seu último dia em Davos, depois de tensão com a imprensa

media Bolsonaro diz que seu filho 'pagará o preço' se tiver cometido erros Christian Clavadetscher

O presidente Jair Bolsonaro encerra sua visita no Fórum Econômico de Davos nesta quinta-feira (24), na Suíça. Nesta manhã, ele tem encontros com os líderes da Holanda, República Tcheca, Polônia, Ucrânia e África do Sul.

Vivian Oswald, enviada especial a Davos, na Suíça

O presidente participa de um almoço de trabalho cujo tema é “O Mundo na Era da Globalização 4.0”, que acontece no Centro de Convenções em Davos. O último compromisso de Bolsonaro é com o presidente da Colômbia, Ivan Duque. Ambos devem certamente abordar a situação da Venezuela.

A quarta-feira (23) foi bem movimentada para Bolsonaro. Jair Bolsonaro se encontrou com investidores e os chefes de Estado da Itália, Suíça e Japão. De tarde, ele cancelou a declaração que faria à imprensa, acompanhado de seus ministros, que dariam uma entrevista coletiva em seguida.

Cerca de meia hora antes do compromisso, a assessoria de imprensa do Palácio do Planalto enviou aos jornalistas brasileiros uma nova agenda do presidente.

Entrevista cancelada

Bolsonaro teria ficado aborrecido ao ser questionado pela imprensa brasileira sobre as declarações dadas à agência de notícias Bloomberg. Na entrevista, o presidente disse que se o senador Flávio Bolsonaro, seu filho mais velho, errou e se isso ficar provado, ele terá de pagar pelos atos dele.

Jornalistas brasileiros e estrangeiros foram informados depois que o presidente estaria cansado. Segundo o ministro do Gabinete Institucional (GSI), Augusto Heleno, o motivo do cancelamento foi cansaço.No final da tarde desta quinta, Bolsonaro embarca de volta ao Brasil em horário a ser confirmado.

 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.