Ouvir Baixar Podcast
  • 14h27 - 14h30 GMT
    Flash de notícias 18/11 14h27 GMT
  • 14h06 - 14h27 GMT
    Programa 18/11 14h06 GMT
  • 14h00 - 14h06 GMT
    Jornal 18/11 14h00 GMT
  • 08h57 - 09h00 GMT
    Flash de notícias 18/11 08h57 GMT
  • 08h33 - 08h57 GMT
    Programa 18/11 08h33 GMT
  • 08h30 - 08h33 GMT
    Jornal 18/11 08h30 GMT
  • 08h36 - 08h57 GMT
    Programa 16/11 08h36 GMT
  • 08h30 - 08h36 GMT
    Jornal 16/11 08h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Europa

Macron e Merkel inauguram placa do centenário do fim da 1ª Guerra Mundial

media Angela Merkel e Emmanuel Macron durante inauguração de placa comemorativa do centenário do fim da Primeira Guerra Mundial REUTERS/Philippe Wojazer/Pool

O presidente francês, Emmanuel Macron, e a chanceler alemã, Angela Merkel, inauguraram na tarde deste sábado (10) uma placa comemorativa no norte da França. A cerimônia foi realizada no mesmo lugar onde foi assinado, há um século, o armistício que pôs fim à Primeira Guerra Mundial.

Em uma cerimônia sóbria e sem discursos, Macron e Merkel depositaram uma coroa de flores e inauguraram uma placa na clareira de Rethondes, no bosque de Compiègne, onde os aliados assinaram, em 1918, o armistício com o Império alemão. A nova placa reafirma o "valor da reconciliação franco-alemã a serviço da Europa e da paz".

Após a inauguração, os dois líderes foram até o vagão de trem no bosque de Compiègne onde se firmou, em 11 de novembro de 1918, o armistício que selou o fim da Primeira Guerra Mundial. O documento colocou um ponto final em anos de combates que terminaram em 18 milhões de mortos.

Além de marcar o centenário do fim da guerra, a cerimônia tem outra particularidade. Essa é a primeira vez desde 1945 que o presidente francês e um chefe do governo alemão se reúnem neste local.

Macron alerta para divisões na Europa

“Não se deve ceder às tentações de divisões”, declarou Macron, enquanto cumprimentava jovens que assistiam o evento. A frase do chefe de Estado é mais do que um simples discurso protocolar. O presidente francês vem insistindo nos últimos meses na importância da cooperação e da união em uma Europa na qual os eleitores se identificam cada vez mais com grupos hostis à integração no continente.

As celebrações do centenário do fim da Primeira Guerra Mundial continuam no domingo (11), quando mais de 60 chefes de Estado e de governo se reúnem em Paris para uma cerimônia no fim do Arco do Triunfo. O evento será seguido de uma reunião entre os líderes mundiais e um Fórum Internacional sobre a paz no norte da capital francesa, onde um forte dispositivo de segurança foi armado.

(Com informações da AFP)

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.