Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 23/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 23/08 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 23/08 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 23/08 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 23/08 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 23/08 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 22/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 22/08 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Europa

Brexit: Falta de propostas de Theresa May decepciona UE

media Theresa May foi criticada pelo presidente do Parlamento Europeu nesta quarta-feira, 17 de outubro de 2018. REUTERS/Peter Nicholls

Segundo o presidente do Parlamento Europeu, Antonio Tajani, a primeira ministra britânica não propôs nada de novo sobre o Brexit em seu discurso desta quarta-feira (17) aos chefes de Estado e de governo dos 27 países-membros da União Europeia (UE). As medidas eram esperadas com grande expectativa pelo bloco europeu para avançar nas negociações sobre o Brexit.

“Theresa May se expressou com serenidade, mas não trouxe novos elementos ao seu plano de saída da União Europeia que permanece inaceitável para o bloco”, explicou Antonio

Tajani, na reunião de cúpula de Bruxelas desta quarta-feira. Reino Unidos e a EU divergem sobre posições relativas à fronteira irlandesa. "Ainda há tempo" para chegar a um acordo, acrescentou Tajani.

A UE está preocupada com a posição do governo do Reino Unido, preso em litígios internos e ainda tendo que garantir o apoio do Parlamento a qualquer texto negociado. "Mesmo se encontrarmos um acordo aqui, ainda não está garantido que será aprovado em Londres", disse o primeiro-ministro de Luxemburgo, Xavier Bettel.

A reunião de cúpula havia sido inicialmente apresentada como um "momento de verdade" a menos de seis meses da partida do Reino Unido do bloco europeu, prevista para 29 de março de 2019. Mas as últimas conversas entre a UE e Londres foram infrutíferas, principalmente na solução que evitaria o restabelecimento de uma fronteira física entre a Irlanda e a Irlanda do Norte, a fim de salvaguardar os acordos de paz de 1998.

"Sim, ainda há diferenças na questão da ‘rede de segurança’ para a Irlanda do Norte, e se trabalharmos juntos intensamente, acho que podemos resolver esses problemas", disse Theresa May.

Aumentar o prazo até 2021

A fim de desbloquear as negociações, uma das opções seria concordar em estender o período de transição do Brexit em um ano, até 31 de dezembro de 2021, disseram duas fontes diplomáticas à agência AFP.

"Tudo é possível", disse a presidente da Lituânia, Dalia Grybauskaite, assegurando que a UE está pronta para ajudar os britânicos. De acordo com Antonio Tajani, May não se mostrou fechada a essa ideia.

A ideia de alargar o período de transição – sobre a qual os serviços do negociador-chefe da UE, Michel Barnier, recusaram tecer qualquer comentário - permitiria mais tempo para negociar um acordo comercial com o Reino Unido e aumentar as chances de ter que recorrer à "rede de segurança" na Irlanda.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.