Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 21/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 21/09 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 21/09 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 21/09 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 21/09 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 21/09 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 20/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 20/09 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Europa

Brexit: a União Europeia se prepara para uma ruptura brutal

media O ministro britânico do Brexit Dominic Raab (esquerda) e Michel Barnier, negociador para a União Europeia, em Bruxelas, 19 de julho de 2018 REUTERS/Francois Lenoir

A Comissão europeia tornou público nesta quinta-feira (19) um documento enviado aos Estados-membros para explicar qual será o protocolo a ser seguido caso não haja um acordo sobre as condições do divórcio com Londres, que deve ser oficializado até o dia 29 de março de 2019.

Restam somente oito meses para finalizar a separação. Mas, o caos político britânico, com a primeira-ministra, Theresa May, mal conseguindo impor sua visão do brexit em seu próprio partido, fez com que o cenário do “no deal” (sem acordo, em português) ganhasse força em Bruxelas nos últimos dias. “Os preparativos devem ser lançados imediatamente, em todos os níveis, e levar em conta todos os cenários”, diz o texto da Comissão.

“Trabalhamos dia e noite para chegar a um acordo, mas os operadores econômicos e os Estados-membros devem estar prontos para qualquer eventualidade”, destacou Mina Andreeva, porta-voz da Comissão.

Parece não ser coincidência o documento ter sido divulgado no dia em que o negociador europeu, Michel Barnier, encontrou o novo ministro britânico do Brexit, Dominic Raab. Essa seria uma forma de a União Europeia (UE) mostrar ao governo britânico que o pior cenário pode acontecer caso uma linha clara não seja adotada.

Melhor acordo

Antes da reunião em Bruxelas, o Reino Unido garantiu querer "intensificar" as negociações com a UE visando ao melhor acordo possível para o divórcio. "Fizemos muito progresso no acordo de saída (...) mas ainda há lacunas que devemos preencher. É por isso que tenho pressa em intensificar as negociações, de modo que tenhamos a melhor posição para obter o melhor acordo", Dominic Raab, ao lado de Barnier antes do início da reunião. "Como Michel Barnier nos disse, o tempo urge", reconheceu Raab.

"Temos 13 semanas antes do Conselho Europeu do mês de outubro. Nesse curto intervalo de tempo, temos de fazer duas coisas: concluir o acordo de saída - e ainda não estamos lá - e preparar uma declaração política sobre nossa futura relação", afirmou Barnier. "Sobre a saída, é urgente chegar a um marco de segurança jurídica para a Irlanda e a Irlanda do Norte. Precisamos de uma garantia", completou.

"Para nossa relação futura, propusemos um projeto de acordo de livre-comércio ambicioso e uma parceria estreita em matéria de segurança. Nosso desafio será encontrar um meio-termo sobre os princípios fundamentais da UE e do Reino Unido", acrescentou o negociador europeu.

Michel Barnier vai relatar suas discussões com o novo ministro britânico em uma reunião, nesta sexta (20), com os ministros dos países da UE encarregados dos assuntos europeus em Bruxelas.

Com informações da AFP

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.