Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 24/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 24/09 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 24/09 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 24/09 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 24/09 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 24/09 09h30 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 23/09 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 23/09 09h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Últimas notícias
  • Luka Modric é eleito melhor jogador de 2018 pela Fifa
Europa

Filha de espião duplo se recupera em local secreto e ignora oferta de ajuda da Rússia

media Foto de Yulia Skripal, envenenada junto com o pai, ex-espião duplo russo. Yulia Skripal/Facebook via REUTERS

Yulia Skripal, gravemente ferida junto com seu pai, um ex-espião russo, em um atentado com gás neurotóxico na Inglaterra, rejeitou a ajuda consular russa, declarou nesta quarta-feira (11) um porta-voz do ministério das Relações Exteriores britânico.

"Já informamos a Yulia a oferta de ajuda consular da embaixada da Rússia", afirmou o porta-voz. "Ela é livre para decidir se aceita. Até o momento, entendemos que não o fez", acrescentou.

Skripal deixou esta semana o hospital onde foi internada em 4 de março e, de acordo com a BBC foi transferida para um lugar seguro, depois que Londres acusou a Rússia de estar por trás do atentado contra seu ex-agente.

De acordo com as mesmas informações, seu pai Serguei Skripal se juntará a ela quando receber alta.

Moscou denuncia retenção das vítimas

A Rússia negou estar por trás do ataque e levantou a suspeita de que os Skripal estariam sendo mantidos pelas autoridades britânicas.

"A realocação secreta de Serguei e Yulia Skripal, vetados de qualquer contato com sua família, será percebida como um sequestro ou isolamento impostos", disse a embaixada russa em Londres.

Yulia Skripal visitava seu pai na cidade inglesa de Salisbury (sudoeste) quando o ataque aconteceu.

Serguei Skripal foi coronel dos serviços secretos militares russos e foi condenado na década de 1990 por traição, por vender segredos ao Reino Unido. Em 2010, beneficiou-se de uma troca de espiões e se estabeleceu em Salisbury.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.