Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 19/06 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 19/06 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 19/06 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 19/06 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 19/06 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 19/06 09h30 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 17/06 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 17/06 09h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Europa

Morre na Alemanha ex-nazista Oskar Gröning, o “contador de Auschwitz”

media Segundo a revista alemã Der Spiegel, o ex-membro das SS nazista Oskar Gröning (foto) morreu na sexta-feira (9) no hospital. REUTERS/Fabian Bimmer/File Photo

O ex-nazista alemão Oskar Gröning, conhecido como o “contador de Auschwitz”, morreu aos 96 anos na Alemanha, segundo anunciou nesta segunda-feira (12) o jornal regional Hannoversche Allgemeine Zeitung, citando seu advogado.

Um porta-voz da promotoria de Hanover, Oliver Eisenhauer, disse ter sido informado sobre a morte de Gröning por seu advogado, embora não tenha podido confirmar oficialmente o falecimento deste homem, condenado a quatro anos de prisão em 2015 por cumplicidade na morte de 300 mil judeus.

"A única coisa que temos é uma carta de seu advogado, segundo o qual ele teria morrido", declarou Eisenhauer, que assegurou "não dispor ainda" de um atestado de óbito, documento que deve ser entregue pela Prefeitura às autoridades judiciais e cuja emissão pode demorar alguns dias.

Segundo a revista alemã Der Spiegel, o ex-membro das SS morreu na sexta-feira (9) no hospital. Gröning é um dos últimos nazistas julgados por seus atos durante a Segunda Guerra Mundial, mais de 70 anos depois do fim do conflito.

No final de 2017, a Justiça alemã ordenou sua detenção, depois que o idoso de 96 anos tentou em vão fugir da prisão, apresentando um recurso ao Tribunal Constitucional, alegando seu estado de saúde.

Durante seu julgamento, pediu perdão e admitiu uma "falta moral" por seu papel de "contador" do campo de extermínio nazista de Auschwitz.

Fascínio pelo uniforme nazista

Muito antes de ser capturado pela Justiça, este ex-voluntário das forças nazistas havia relatado sua permanência em Auschwitz, um dos principais campos de extermínio construídos na Polônia ocupada pelos nazistas, onde serviu de 1942 a 1944.

Ao contrário de muitos ex-nazistas, Oskar Gröning não escondeu nem seu envolvimento no conhecido Waffen SS em 1941, atraído desde seus 20 anos pela “elegância do uniforme". Ele também não escondeu a dedicação que reservava a seu trabalho de contabilidade, no campo de extermínio de Auschwitz.

No final de 2017, o tribunal alemão ordenou a sua detenção, uma decisão sem precedentes dada a idade avançada do condenado. Mas o velho tentou escapar da prisão de todas as maneiras possíveis. Ele apresentou um pedido de perdão, que ainda estava sob exame pelas autoridades no momento do anúncio de sua morte.

Um porta-voz do Ministério Público de Hanover, que foi encarregada de notificá-lo de sua detenção, disse ao canal público regional NDR, no início deste mês, que Gröning estava doente desde o início do ano. De acordo com o jornal Bild, ele teria caído e atingido um radiador em sua queda. Seu advogado não confirmou essa informação.

Em 2016, um ex-diretor de Auschwitz, Reinhold Hanning, foi condenado a 5 anos de prisão, que poderia ser o último a ser condenado por crimes nazistas.

Nos últimos anos, a Justiça alemã é criticada pelo tratamento dos crimes do Terceiro Reich, acusada de ter sentenciado muito pouco, muito fracamente e muito tarde.

 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.