Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 22/10 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 22/10 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 22/10 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 22/10 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 22/10 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 22/10 09h30 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 21/10 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 21/10 09h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.

Série sobre tráfico de crianças da Universal ganha repercussão internacional

Por
Série sobre tráfico de crianças da Universal ganha repercussão internacional
 
Louis e Vera, os netos adotados do bispo Edir Macedo, contestam versão das jornalistas portuguesas (Foto: Reprodução You Tube)

Em Portugal, a investigação de duas jornalistas do canal TVI sobre o envolvimento da igreja Universal no tráfico de crianças na década de 90 se transformou em uma minissérie de dez capítulos, “Segredo dos Deuses”, que acaba no dia 22, está dando picos audiência e provocando uma grande polêmica.

Adriana Niemeyer, correspondente da RFI em Lisboa

O formato foi escolhido pelas repórteres para facilitar a compreensão do caso, que traz muitos detalhes. No episódio exibido nesta quarta-feira (13), foi revelado que a filha de Edir Macedo não podia adotar em Portugal e foi ajudada pela secretária pessoal do bispo, que se encarregou de levar três crianças atendidas na creche da igreja para fora do país.

"O Segredo dos Deuses" traz revelações dos bastidores da Igreja Universal do Reino de Deus, que durante vários anos ofereceu atendimento às crianças carentes em uma creche situada nos arredores de Lisboa.

Na maioria dos casos as crianças foram adotadas pelos próprios bispos e pastores da Igreja, por ordem do líder Edir Macedo, mas os menores também foram usados no mercado internacional da adoção. A legislação portuguesa proíbe que os pais escolham a criança que será adotada.

Tudo começou com uma investigação de duas jornalistas da TVI, Judite França e Alexandra Borges, sobre os negócios da igreja e os supostos enriquecimentos ilícitos dos pastores. Durante a apuração, elas se depararam com a história de que Edir Macedo escolheu três crianças portuguesas para que suas filhas as adotassem.

Depois de sete meses e muitos depoimentos confidenciais elas conseguiram chegar à rede ajudadas por um ex-bispo da Igreja Universal em Portugal, Alfredo Paulo Filho, manda-chuva da Universal no país entre 2002 e 2009. Ele acusou a instituição de trazer vários milhões de dólares para Europa, arrecadados nas igrejas da África.

Segundo ele, o dinheiro chegava em jatos privados nos aeroportos lisboetas e servia para financiar a Igreja em Portugal e a TV Record na Europa. Em seguida, ele revelou que todos os bispos foram obrigados a fazer vasectomia. Para Edir Macedo, os filhos representavam custos e problemas na mobilidade dos seus “funcionários”.

O problema é que suas duas filhas casaram-se com pastores e queriam filhos. A solução encontrada pelo líder foi a adoção, uma maneira de “salvar” crianças que viviam uma situação difícil. No começo dos anos 90, a adoção ajudou a Universal a melhorar sua imagem em Portugal.

Na época, o bispo foi criticado e impedido de comprar o Teatro Coliseu do Porto no país. Um movimento cidadão se acorrentou nas portas do teatro em sinal de protesto.

Netos adotados contestam versão

Dois dos netos adotados de Edir Macedo, Vera e Louis, divulgaram um vídeo nas redes sociais da Igreja Universal, desmentindo as informações divulgadas pelas jornalistas. Eles pedem que os programas sejam vetados de exibição na TV portuguesa.

Em um comunicado divulgado pela assessoria de imprensa brasileira da Universal, a igreja afirma que está sendo vítima de uma campanha difamatória, e que processará a TVI.

Repercussão

O caso está repercutindo no mundo todo. A jornalista Judite França recebeu inúmeras propostas de entrevistas de vários países, entre eles Brasil, Estados Unidos, Israel, França e Espanha. Segundo ela, apresentar ou denunciar um fato todos os dias, como se fosse uma novela, foi a maneira mais fácil de desenrolar a trama.

A minissérie narra a história das pessoas envolvidas durante os sete anos em que a creche Lar Universal funcionou ilegalmente, mas também aborda o período seguinte após sua legalização pela Seguridade Social portuguesa. “Colocar tudo em um só documentário ficaria muito confuso para o telespectador”, comentou.

A jornalista disse que era certeza que a notícia “cairia como uma bomba”, já que o caso se trata de uma notícia sobre uma organização instalada a nível mundial”.


Sobre o mesmo assunto

  • Igreja Universal, Tráfico de crianças

    Igreja Universal é acusada de tráfico internacional de crianças em Portugal

    Saiba mais

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
Programas
 
O tempo de conexão expirou.