Ouvir Baixar Podcast
  • 08h30 - 08h36 GMT
    Jornal 20/11 08h30 GMT
  • 14h27 - 14h30 GMT
    Flash de notícias 19/11 14h27 GMT
  • 14h06 - 14h27 GMT
    Programa 19/11 14h06 GMT
  • 14h00 - 14h06 GMT
    Jornal 19/11 14h00 GMT
  • 08h57 - 09h00 GMT
    Flash de notícias 19/11 08h57 GMT
  • 08h33 - 08h57 GMT
    Programa 19/11 08h33 GMT
  • 08h30 - 08h33 GMT
    Jornal 19/11 08h30 GMT
  • 08h36 - 08h57 GMT
    Programa 17/11 08h36 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Europa

Rajoy faz primeira visita a Barcelona desde intervenção na Catalunha

media O primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, visita Barcelona neste domingo, 12 de novembro de 2017. REUTERS/Susana Vera

O primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, visita neste domingo (12) Barcelona, no dia seguinte da mega manifestação pela libertação dos líderes separatistas catalães detidos. Mais de 750 mil pessoas participaram do protesto de sábado (12) em Barcelona, em uma demostração de força do movimento separatista que se reorganiza, após a frustrada declaração de independência da Catalunha.

Logo que chegou, o primeiro-ministro espanhol declarou que “quer recuperar a Catalunha pela democracia”. Ele também pediu que as empresas não abandonem” a região.

Esta é a primeira visita de Mariano Rajoy a Barcelona, desde a decisão do governo espanhol de intervir na autonomia da Catalunha, no final de outubro. Oficialmente, a viagem é em apoio aos candidatos de seu partido, o conservador Partido Popular (PP), às eleições regionais de 21 de dezembro, convocadas por Madri para tentar superar a crise catalã.

Rajoy convocou as eleições despois de ter destituído o governo separatista de Carles Puigdemont e de ter dissolvido o Parlamento. A decisão foi tomada para restabelecer a “ordem constitucional”, diante da declaração unilateral de independência da Catalunha, em 27 de outubro.

Ampliar votação do PP

O premiê espera que o PP, que obteve apenas 8,5% dos votos nas eleições regionais anteriores, conquiste mais eleitores. Ele espera mobilizar principalmente os não-separatistas, que querem continuar espanhóis. No entanto, uma maioria de catalães acusa Rajoy de ter liderado a campanha contra a grande autonomia da região, obtida em 2006 e anulada parcialmente pela Corte Constitucional em 2010. Pesquisa publicada neste domingo pelo El País aponta que 69% dos moradores da região desaprovam sua gestão da crise catalã.

Nenhuma manifestação pública de Mariano Rajoy está prevista. Ele deve participar apenas da reunião de apresentação do candidato do PP que lidera a lista do partido nas eleições regionais, Xavier Garcia-Albiol.

As sondagens indicam uma região dividida e uma vitória apertada nas eleições regionais de dezembro. Em 2015, os separatistas obtiveram 47,5% dos votos.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.