Ouvir Baixar Podcast
  • 14h27 - 14h30 GMT
    Flash de notícias 19/11 14h27 GMT
  • 14h06 - 14h27 GMT
    Programa 19/11 14h06 GMT
  • 14h00 - 14h06 GMT
    Jornal 19/11 14h00 GMT
  • 08h57 - 09h00 GMT
    Flash de notícias 19/11 08h57 GMT
  • 08h33 - 08h57 GMT
    Programa 19/11 08h33 GMT
  • 08h30 - 08h33 GMT
    Jornal 19/11 08h30 GMT
  • 08h36 - 08h57 GMT
    Programa 17/11 08h36 GMT
  • 08h30 - 08h36 GMT
    Jornal 17/11 08h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Europa

Parlamento catalão aprova lei do referendo sobre independência

media Passeata pela independência da Catalunha na praça Espanha, em Barcelona REUTERS/Albert Gea

O Parlamento da Catalunha aprovou nesta quarta-feira (6) a lei com a qual quer convocar um referendo sobre a independência da região espanhola, previsto para 1º de outubro e considerado ilegal por Madri.

O texto foi aprovado com os 72 votos da maioria separatista da Câmara, 11 abstenções e a ausência de grande parte da oposição, que denunciou a ilegalidade da votação, depois da qual o governo regional de Carles Puigdemont deve assinar o decreto de convocação da consulta.

No último dia 28, os partidos haviam apresentado um projeto de lei que prevê a criação da República da Catalunha caso o “sim” à independência vença o referendo.

No entanto, o governo espanhol se opõe à consulta e vetou a votação. Na ocasião, o primeiro-ministro Mariano Rajoy definiu o referendo como “ilegal” e garantiu que impediria a consulta “com todos os meios que tiver”.

Nesta manhã, o governo espanhol chegou a introduzir um recurso no Tribunal Constitucional pedindo que a votação da lei do referendo fosse bloqueada.

Os catalães deverão responder se querem que a região de 7,5 milhões de habitantes, 16% da população espanhola, se converta em uma nação independente.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.