Ouvir Baixar Podcast
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 20/03 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 20/03 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 20/03 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 19/03 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 19/03 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 19/03 15h00 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 17/03 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 17/03 09h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Europa

França: Macron se encontra com Trump pela primeira vez

media O presidente francês Emmanuel Macron e o chefe de Estado americano Donald Trump (Foto: Reuters)

O presidente francês Emmanuel Macron se encontrou nesta quinta-feira (25) pela primeira vez com o chefe de Estado americano, Donald Trump, à margem de uma cúpula da OTAN, que começou nesta quarta-feira (24), em Bruxelas.  

O evento marca a entrada de Macron na cena internacional. Nos cinco encontros previstos com diferentes dirigentes, o presidente francês, que tomou posse há dez dias, tentará se posicionar diante dos Estados Unidos, dos principais países europeus e da Rússia. Durante a campanha, Trump classificou a OTAN de “obsoleta”, mas voltou atrás depois da eleição.

Antes do início do encontro com Trump, Macron disse à imprensa que os principais assuntos discutidos seriam o terrorismo, a economia e os temas relacionados às mudanças climáticas e energéticas.

“A Cúpula da OTAN é a ocasião de um primeiro encontro e estou feliz em poder avançar”, declarou. O presidente francês pretende obter o apoio da China para convencer os Estados Unidos a continuarem engajados no Acordo de Paris para o clima, assinado por mais de 190 países em dezembro de 2015. Trump havia prometido cancelar a participação americana no acordo.

Trump o cumprimentou pela sua campanha eleitoral “inacreditável” e sua “formidável vitória”. Macron, 39, é um dos dirigentes mais jovens do mundo.

Anunciado no dia 8 de maio, o almoço de trabalho aconteceu por volta de 13h no horário local, na casa do embaixador dos Estados Unidos. Macron foi recebido pelo presidente americano e sua esposa, Melania. Participaram do encontro a ministra das Forças Armadas, Sylvie Goulard e o chanceler Jean-Yves Le Drian.

Além deles, também estiveram presentes o chefe do Estado Maior particular de Macron, o almirante Bernard Rogel, o chefe da célula diplomática do palácio do Eliseu, Philippe Etienne, e outros dois conselheiros. Este é o primeiro encontro dos dois dirigentes, que também devem se reunir na Cúpula do G7, na Sícilia.

Erdogan e Macron contra o terrorismo

Pouco antes do almoço com Trump, o presidente francês se reuniu com o presidente turco Recep Tayyip Erdogan, cujas relações com a União Europeia pioraram desde a tentativa de golpe de Estado, em 15 de julho no ano passado.

Os dois chefes de Estado concordaram em trabalhar juntos na luta “contra o terrorismo em todas as suas formas”. Macron também falou da situação do fotógrafo francês Mathias Depardon, preso dia 8 de maio no sudeste da Turquia, que está em greve de fome. Erdogan prometeu avaliar rapidamente sua situação.

O presidente francês ainda se reuniu com o premiê belga, Charles Michel, e o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker. O tema da reunião foi a criação de uma “agenda de proteção” para reconquistar a confiança dos cidadãos no projeto europeu, protegendo os trabalhadores mais frágeis, trabalhando para a harmonização dos direitos sociais e protegendo as indústrias.
 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.