Ouvir Baixar Podcast
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 22/07 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 22/07 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 22/07 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 21/07 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 21/07 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 21/07 15h00 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 20/07 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 20/07 09h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Europa

Primeira-ministra britânica Theresa May assina carta que dá início ao Brexit

media Foto oficial da assinatura da carta que dá início ao processo do Brexit REUTERS/Christopher Furlong/Pool

A primeira-ministra britânica, Theresa May, assinou na noite desta terça-feira (28) o documento oficial que estipula o início das negociações da saída do Reino Unido da União Europeia, o Brexit. A foto oficial mostra a chefe do governo assinando a carta, que será enviada a Bruxelas na quarta-feira (29), para a ativação do artigo 50 do Tratado de Lisboa.   

A imagem foi divulgada por Downing Street para imortalizar o momento em que Theresa May assinou a carta oficial que deverá mudar o destino do Reino Unido.

Alguns trechos do discurso que a chefe do governo fará na quarta-feira (29) de manhã perante o Parlamento britânico também foram revelados. "Quando me sentarei à mesa de negociações durante os próximos meses, representarei todas as pessoas do Reino Unido (...) e também todos os cidadãos europeus que fizeram deste país a sua casa", deve dizer Theresa May aos deputados, ao anunciar formalmente a ativação do artigo que oficializa o Brexit.

Nesta terça-feira (28), May falou ao telefone com Donald Tusk, presidente do Conselho Europeu, com o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, e com a chanceler alemã Angela Merkel "para mantê-los informados" antes da entrega da carta de notificação do Brexit, de acordo com sua porta-voz.

"Eles concordaram com o fato de que uma União Europeia forte é do interesse de todos e que o Reino Unido continuaria a ser um aliado próximo e comprometido com o futuro do bloco", concluiu.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.