Ouvir Baixar Podcast
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 22/09 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 22/09 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 22/09 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 21/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 21/09 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 21/09 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 21/09 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 21/09 09h33 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Europa

UE e Mercosul prosseguem negociação apesar da crise da carne brasileira

media O escândalo revelado pela "Operação Carne Fraca" poderia afetar as negociações entre Mercosul e União Europeia REUTERS/Paulo Whitaker

A crise provocada pela carne adulterada no Brasil não é nenhum obstáculo para as atuais negociações por um acordo comercial entre União Europeia (UE) e Mercosul. A afirmação foi feita nesta quarta-feira (22), em Buenos Aires, pela diretora para as Américas da UE, Edita Hrdá.

"Ambas as partes temos condições, como as fitossanitárias, mas (a crise das carnes) não é nenhum obstáculo para as negociações", disse a representante de Bruxelas, consultada pela AFP. As negociações terminam na sexta-feira (24) em outra tentativa de avançar em algum tipo de entendimento.

Países da Ásia, das Américas e da UE impuseram diferentes tipos de restrições e medidas de controle em diferentes casos de carnes adulteradas no Brasil. Os produtores de carne franceses pediram explicitamente para "excluir" o setor de carne bovina das negociações UE-Mercosul.

"As condições fitossanitárias, ao contrário, contribuem para um acordo melhor entre as partes. É do interesse dos governos ter comida saudável. O que aconteceu agora pode acontecer com alguns outros produtos. Depende da qualidade dos controles e da confiança nas autoridades", disse Hrdá em uma breve entrevista coletiva.

O comissário europeu de Saúde e Segurança Alimentar, Vytenis Andriukaitis, se reunirá na segunda-feira (27) no Brasil com o ministro brasileiro da Agricultura, Blairo Maggi, para falar do escândalo da carne brasileira. "Se você me perguntar se esse tema será incluído na negociação, simplesmente vou te dizer que não", contestou Hrdá.

Porém, um pouco mais cedo, o porta-voz da Comissão Europeia, Enrico Brivio, ressaltou que mesmo se a visita de Andriukaitis havia sido organizada há tempos, em razão do escândalo, a questão dos controles sanitários ganhou mais importância durante a passagem do representante europeu pelo Brasil.

(Com informações da AFP)
 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.