Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 23/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 23/09 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 23/09 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 23/09 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 23/09 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 23/09 09h30 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 22/09 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 22/09 09h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Europa

Juncker sugere que Brexit incita o populismo na Europa

media O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, durante discurso nesta quarta-feira (14) no Parlamento Europeu. Reuters

Em seu esperado discurso no Parlamento Europeu, o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, declarou nesta quarta-feira (14) que o Brexit não ameaça a existência da União Europeia, mas "as divisões preparam o terreno do populismo". Para combater o problema, ele pediu que os deputados trabalhem unidos.

"Respeitamos e também lamentamos a decisão britânica, mas isto não ameaça a UE", disse Juncker em seu aguardado discurso sobre o "Estado da União", o primeiro desde o referendo sobre o Brexit de junho e dois dias antes da reunião de cúpula do bloco em Bratislava.

O presidente da Comissão Europeia expressou o desejo de alcançar um acordo com Londres o mais rápido possível para a saída dos britânicos do bloco. No entanto, advertiu que não será fácil para o Reino Unido alcançar sua meta de permanecer no mercado interno europeu, sem cumprir com a obrigação de facilitar a livre circulação de pessoas."Não pode existir livre circulação à la carte", destacou.

A possibilidade de que os cidadãos da UE possam trabalhar e morar em outro país do bloco de maneira livre estimulou, durante a campanha do referendo britânico, os defensores da saída da UE, uma questão que também divide outros países europeus e que preocupa Juncker.

"As divisões preparam o terreno do populismo", disse o presidente da Comissão, antes de destacar que este último "não soluciona os problemas, pelo contrário, aporta problemas". A frase foi recebida com muitos aplausos no plenário de Estrasburgo.

Grupo de trabalho para acelerar Brexit

Em um comunicado, a Comissão Europeia anunciou nesta quarta-feira a criação de um grupo de trabalho que preparará as negociações com o Reino Unido sobre sua saída do bloco, liderado pelo ex-comissário francês Michel Barnier.

Para Juncker, a equipe de negociadores está "à altura deste novo desafio" e colocará em andamento "uma nova cooperação com o Reino Unido após sua saída da UE".

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.