Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 25/04 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 25/04 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 25/04 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 25/04 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 25/04 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 25/04 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 24/04 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 24/04 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Europa

Taxistas paralisam Londres em protesto contra Uber

media Cerca de 8 mil taxistas pararam as ruas de Londres. REUTERS/Stefan Wermuth

Os motoristas de táxi de Londres paralisaram o centro de Londres nesta quarta-feira (10) para protestar como a concorrência do sistema Uber. Os taxistas também denunciam a flexibilidade da regulamentação para os carros com chofer, que representariam uma concorrência desleal.

Cerca de 8 mil “black cabs", os tradicionais táxis londrinos, desfilaram lentamente entre Trafalgar Square e Whitehall, perturbando bastante o trânsito na região, conhecida por seus ministérios, mas também por acolher a residência do primeiro-ministro, David Cameron. “Nós não estamos dizendo que Uber deve desaparecer. Queremos apenas que eles obedeçam as mesmas regras que nós”, explica o taxista Steve Wilson. “Como o governo não faz nada, decidimos fazer algo. E a única coisa que podemos fazer é bloquear as ruas”, completa o colega Mark Rowley.

Uber registrou um crescimento inédito de suas atividades após a criação de um aplicativo que permite, por meio de um smartphone, encontrar um veículo rapidamente graças ao sistema de geolocalização. Mas o sucesso do sistema irrita os taxistas, que temem a perda de clientela, além de acusar os concorrentes de congestionarem o trânsito e poluirem o ar da cidade.

Franceses e belgas apoiaram taxistas britânicos

O movimento reuniu pela primeira vez os cinco sindicatos que representam os 25 mil taxistas da capital britânica. O grupo também recebeu o apoio dos motoristas da Bélgica e da França.

Uber tentou acalmar a situação pouco antes do protesto, propondo aos taxistas o uso, gratuito durante um ano, do aplicativo implementado pela empresa “A resposta é : não, obrigado”, declarou Steve McNamara, secretário-geral da Associação de motoristas de black cabs (LTDA na sigla em inglês).

(Com informações da AFP)

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.