Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 15/07 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 15/07 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 15/07 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 15/07 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 15/07 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 15/07 09h30 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 13/07 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 13/07 09h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Europa

Munique inaugura museu dedicado ao nazismo

media Museu da História do Nazismo, em Munique, inaugurado hoje REUTERS/Michaela Rehle

Um museu dedicado ao nazismo abriu as portas nesta quinta-feira (30) em Munique, no sul da Alemanha, a cidade berço do movimento de Adolf Hitler, que há muito tempo tem dificuldade de confrontar esse passado comprometedor. A inauguração coincide com o 70° aniversário da "liberação" da capital da Bavária pelas tropas norte-americanas e do suicídio de Hitler, no seu bunker em Berlim, poucos dias antes do fim da Segunda Guerra Mundial.

 Veteranos norte-americanos e sobreviventes do Holocausto se uniram a personalidades políticas nesta tarde para a cerimônia de abertura. O edifício é um grande cubo branco com finas aberturas de vidro, construído no coração do antigo centro neurálgico do poder nazista. Para o diretor do museu, Winfried Nerdinger, filho de um membro da resistência local, a cidade demorou muito a enfrentar um passado sombrio.

Confrontar o passado

"Para Munique, foi mais difícil do que para outras cidades alemãs porque ela foi a mais marcada pelo nazismo. Foi aqui que tudo começou", disse o diretor. O presidente do Congresso Mundial Judeu, Ronald Lauder, destacou que nunca é tarde para confrontar o passado. "Há uma nova geração que deve saber o que aconteceu e por que aconteceu, o fato de que as pessoas sabiam o que acontecia, mas permaneceram em silêncio", afirmou à agência France Presse.

Segundo Nerdinger, o principal objetivo do centro de documentação sobre a história do nacional-socialismo é mostrar como Munique, orgulhosa de se apresentar como uma terra de tolerância, com sua rica cena artística e suas cervejarias alegres, viu seu belo espírito desaparecer sob a progressiva perversão nazista.

Fotografias e vídeos

A exposição permanente, em quatro andares, apresenta, em alemão e em inglês, fotografias e vídeos retratando a época - mostrando das grandes paradas militares à destruição da cidade pelos bombardeios dos aliados. O diretor recusou intencionalmente expor uniformes nazistas e bandeiras gigantes com a suástica para evitar a valorização da estética nacional-socialista.

O Partido Trabalhista Alemão, que se tornaria o Partido Nacional-Socialista, foi fundado em uma cervejaria de Munique em 1919. Hitler se uniria ao grupo no mesmo ano.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.