Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 20/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 20/09 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 20/09 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 20/09 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 20/09 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 20/09 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 19/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 19/09 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Europa

Rei espanhol Juan Carlos deixa trono para filho Felipe

media O rei espanhol Juan Carlos assina hoje sua abdicação, no Palácio Zarzuela. REUTERS/Andrea Comas

O atual rei da Espanha Juan Carlos I assina nesta quarta-feira (18), sua abdicação ao trono, deixando assim, oficialmente, de ser o monarca espanhol, após 37 anos no cargo. Na quinta-feira, o príncipe herdeiro assume a coroa como Felipe VI.

 Luísa Belchior, correspondente da RFI em Madri

O atual monarca sanciona nesta tarde, em ato no Palácio Real, a lei orgânica que decreta sua abdicação, aprovada nesta semana por maioria no Parlamento espanhol.

Na quinta-feira pela manhã, no Congresso dos Deputados, será a vez de o príncipe Felipe ser proclamado o novo monarca da Espanha, diante dos parlamentares do país.

As duas solenidades efetivam a mudança, depois de quatro décadas, no trono espanhol. Uma decisão tomada pelo rei nos últimos meses, diante de limitações físicas que Juan Carlos vinha apresentando nos últimos anos e, principalmente, sua queda de popularidade, desgastada com escândalos contínuos, como sua viagem para caçar elefantes na África enquanto a Espanha atravessava sua pior crise.

Em dezembro, a monarquia espanhola teve a pior cotação entre os espanhóis, segundo pesquisa do Instituto de Estatística nacional e, pela primeira vez, mais da metade dos cidadãos disseram ser contra a monarquia no país.

E, por isso, nesta quarta-feira e na quinta-feira, haverá dezenas de manifestações por um referendo no país sobre a instauração da República na Espanha, uma ideia que começa a ganhar apoio de grupos políticos.
 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.