Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 18/06 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 18/06 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 18/06 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 18/06 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 18/06 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 18/06 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 17/06 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 17/06 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Europa

Parlamento espanhol aprova abdicação do rei Juan Carlos

media A abdicação do rei Juan Carlos foi aprovada hoje (11), apesar do movimento de um pequeno grupo de deputados pela realização do referendo sobre o futuro da monarquia na Espanha. REUTERS/Andrea Comas

A grande maioria dos deputados espanhóis votou nesta quarta-feira (11) a favor da abdicação do rei Juan Carlos. A aprovação enterra os pedidos populares de referendo sobre o regime político na Espanha e abre o caminho para subida ao trono do futuro Felipe VI, filho do monarca.

O parlamento espanhol aceitou a abdicação do rei Juan Carlos por 299 votos a favor, 19 contra e 23 abstenções. Antes, os deputados rejeitaram as cinco propostas de emendas propondo um referendo sobre o futuro da monarquia no país. Os políticos de esquerda e de direita se uniram para defender o atual sistema político espanhol. Segundo o primeiro-ministro Mariano Rajoy, “a monarquia é o melhor símbolo da unidade da Espanha”.

Para ser efetiva, a decisão dos deputados tem ainda que ser aprovada pelo senado no próximo dia 17.O novo rei espanhol poderá então fazer o juramento de posse no dia 19 de junho no Congresso.

Monarquia em crise

O futuro rei Felipe VI não teve sua popularidade afetada pelos escândalos que atingiram seu pai, levando-o a abdicar. Aos 46 anos, o príncipe vai assumir uma monarquia contestada e com uma pequena margem de manobra para manter a unidade espanhola, torpedeada pelos separatistas bascos e catalães. A crise econômica, os escândalos e os casos de corrupção envolvendo os partidos políticos levaram os espanhóis a duvidar das instituições nacionais e a exigir uma maior participação política.

Segundo uma pesquisa de opinião publicada no último domingo, 49% dos entrevistados continuam a associar a monarquia à nova era democrática instituída após a ditadura de Franco. Principalmente os espanhóis mais jovens, que não conheceram essa época, questionam a manutenção do sistema. No entanto, outra sondagem publicada pelo jornal El Mundo, de centro-direita, indica que 72,9% dos entrevistados acreditam que o príncipe Felipe será um bom rei.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.