Ouvir Baixar Podcast
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 15/11 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 15/11 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 15/11 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 14/11 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 14/11 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 14/11 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 14/11 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 14/11 09h36 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.

Operação para erguer o navio Costa Concordia começa com atraso

Operação para erguer o navio Costa Concordia começa com atraso
 
O Costa Concordia passou mais de um ano e meio tombado sobre o casco direito. REUTERS/Tony Gentile

A operação para erguer o navio Costa Concordia, que se acidentou há um ano e meio na ilha de Giglio, na Itália, começou na manhã de hoje com cerca de três horas de atraso. O resgate é considerado a maior operação de engenharia naval da história e deve levar vários meses. O acidente, ocorrido no dia 13 de janeiro de 2012, deixou 32 mortos entre os 4 mil passageiros que estavam a bordo.

Por causa de um forte temporal esta madrugada na ilha de Giglio, a primeira etapa da operação começou com três horas de atraso e deve durar cerca de 12 horas. O objetivo é colocar o navio na posição vertical, endireitando a embarcação. Somente dentro de várias semanas, provavelmente meses, o navio será rebocado para longe da ilha. Desde o naufrágio, o Costa Concordia ficou completamente tombado sobre seu casco direito.

As dimensões do navio dão aos trabalhos ares de operação titanesca. O Costa Concordia pesa 114.500 toneladas, mede 290 metros de comprimento, o tamanho de três campos de futebol, e tem 57 metros de altura, o equivalente a um prédio de 11 andares.

Trata-se de uma sofisticada e inédita operação que envolve mais de 500 pessoas entre técnicos e engenheiros internacionais. O processo conta com o auxílio de cabos de aço presos à fuselagem e um sistema de pesos e flutuação. A primeira etapa é desencalhar o navio. A segunda é a rotação, endireitando a embarcação em vertical, e a terceira, fazer com que o navio se equilibre sobre uma enorme plataforma submarina para que, mais tarde, possa ser içado e rebocado.

O primeiro passo, que começou hoje, é ancorar e estabilizar o lado direito do Costa Concordia, com cabos e suportes para evitar que ele escorregue durante o processo de remoção.

Ouça mais informações sobre o Costa Concordia com nossa correspondente em Roma, Gina Marques.


Sobre o mesmo assunto

  • Concordia/Resgate

    Operações para reerguer navio Costa Concordia começam segunda-feira

    Saiba mais

  • Itália/Naufrágio

    Justiça dá penas reduzidas a cinco réus do naufrágio do Costa Concordia

    Saiba mais

  • Itália/Naufrágio

    Começa na Itália julgamento do capitão do Costa Concordia

    Saiba mais

  • Itália/Costa Concordia

    Comandante do Costa Concordia participa de audiência em Grosseto

    Saiba mais

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
Programas
 
O tempo de conexão expirou.