Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 26/06 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 26/06 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 26/06 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 26/06 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 26/06 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 26/06 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 25/06 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 25/06 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Europa

Rei da Espanha pede desculpas após caçada em Botsuana

media O rei Juan Carlos da Espanha deixa o hospital em Madri, nesta quarta-feira. REUTERS/Paco Campos/Pool

Depois de ser alvo de críticas por caçar elefantes em Botsuana, na África, o rei Juan Carlos da Espanha pediu desculpas públicas nesta quarta-feira. "Eu sinto muito. Enganei-me e isso não acontecerá mais", declarou o monarca ao sair do hospital.

Na última sexta-feira, o rei Juan Carlos machucou o quadril durante uma caçada, em Botsuana, e teve de voltar às pressas para a Espanha. O casoarranhou ainda mais a imagem da família real, desgastada com os escândalos de corrupção que envolvem o genro do monarca, Inaki Urdangarin.

Devido ao grave contexto de crise econômica, a opinião pública espanhola criticou a conduta do rei. Uma viagem de caça a elefantes chega a custar € 45 mil, o equivalente a R$ 110 mil.

Don Juan Carlos foi operado no hospital USP San Jose, em Madri, onde colocou uma prótese. "Eu estou melhor e desejo voltar ao meu trabalho", declarou o monarca de 74 anos.

Ele recebeu alta nesta quarta-feira (18) e saiu do hospital de muletas. Segundo os médicos responsáveis pela operação, o rei já tem autonomia de movimentos para tarefas cotidianas.

O discurso do rei

No último domingo (15), vários jornais espanhóis estamparam suas capas com uma antiga foto de Juan Carlos, de 2006, segurando um fuzil, em frente a um elefante morto.

A notícia deixou ainda mais nublada a manhã de domingo dos espanhóis, que não se esqueceram do discurso do rei no Natal, cobrando “rigor, seriedade e exemplaridade” dos homens políticos do país.
 

Colaboração de Murilo Salviano

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.