Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 23/10 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 23/10 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 23/10 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 23/10 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 23/10 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 23/10 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 22/10 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 22/10 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Europa

Papa chega a Madri e critica economia

media O Papa Bento XVI passou pela multidão a bordo do papamóvel. REUTERS/Andrea Comas

O para Bento XVI chegou hoje à Espanha para participar da Jornada Mundial da Juventude católica, evento que vai reunir um milhão de jovens na capital espanhola até o próximo domingo. Recebido pelo rei Juan Carlos e a rainha Sofia no aeroporto de Madri, Bento XVI criticou o consumismo, lamentou a falta de emprego para os jovens e disse que “o homem deve ser o centro da economia, que não serve ao lucro, mas à sociedade".

Dezenas de jovens católicos também foram ao aeroporto para recepcionar o pontífice, agitando bandeiras. “Vocês trazem uma mensagem de esperança, como uma brisa de ar puro e juvenil, que nos enchem de esperança para o amanhã da Igreja e do mundo”, declarou Bento XVI ao desembarcar.

Esta é a terceira Jornada da Juventude da qual ele participa, depois de Colônia, em 2005, e Sydney, em 2008. O papa citou os três desafios morais que enfrentam os 193 países representados no evento, “a superficialidade, o consumo e o hedonismo”, e lamentou “tanta banalidade no momento de viver a sexualidade, tanta falta de solidariedade e tanta corrupção”.

O pontífice ainda condenou a "discriminação aberta sobre os jovens católicos". Na quarta-feira à noite, uma manifestação contra a vinda do papa terminou em pancadaria entre católicos e os chamados “indignados” espanhóis. Onze pessoas ficaram feridas e oito foram presas.

A marcha começou como um protesto contra os gastos do governo com a vinda do papa, que, segundo a organização Europa Laica, custará à Espanha cerca de 20 milhões de euros.

Aborto perdoado

Sinal da intenção de aproximação dos jovens, o Vaticano concedeu a padres o direito de perdoar o pecado do aborto quando ouvirem as confissões dos participantes do evento em Madri. O aborto é considerado um pecado a ser punido com excomunhão dentro das regras da Igreja Católica. Durante o Dia Mundial da Juventude, peregrinos vão participar de uma confissão em massa na presença do papa Bento XVI, no sábado, em um parque central de Madri.

"Essa [concessão] é para facilitar aos fiéis que participarem das celebrações do Dia Mundial da Juventude a obtenção dos frutos da graça divina", afirmou a arquidiocese de Madri, em comunicado em seu website.

Duzentos confessionários portáteis brancos foram colocados no Parque Retiro, em Madri, onde centenas de padres vão receber confissões em diferentes línguas de peregrinos vindos de diversas partes do mundo. O pontífice vai sentar-se em um dos confessionários na manhã de sábado para ouvir confissões de três visitantes, antes de uma missa com até 6 mil seminaristas.

O Vaticano havia anunciado em 11 de agosto que autorizaria uma indulgência total ou plena para todos os jovens que participarem das celebrações. A indulgência é a remissão da pena temporal que uma pessoa recebe por pecados que foram perdoados e é tradicionalmente concedida aos peregrinos do Dia Mundial da Juventude.
 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.