Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 21/07 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 21/07 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 21/07 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 21/07 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 21/07 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 21/07 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 20/07 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 20/07 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Esportes

França vence na prorrogação e Brasil diz adeus à Copa do Mundo de futebol feminino

media França avança para as quartas de final com gol na segunda etapa da prorrogação. Foto: Reuters

Com um gol no segundo tempo da prorrogação, a seleção francesa garantiu a vitória de 2 a 1 sobre o Brasil no jogo disputado na noite deste domingo (23), em Le Havre. A anfitriã da Copa avança para as quartas de final da competição e mantém uma longa  invencibilidade sobre a seleção brasileira. 

Ao final de um jogo intenso e muito equilibrado, a França conseguiu superar o Brasil com um gol na etapa final da prorrogação e em um lance de bola parada, um dos pontos fortes da equipe. No cruzamento da direita, a capitã da equipe Amandine Henry aproveitou uma falha de marcação e garantiu a vitória que coloca a equipe na próxima fase da competição.

A partida terminou empatada em 1 a 1 no tempo regulamentar. Os gols saíram apenas no segundo tempo. A atacante Valérie Gauvin abriu o placar da partida aos 7 minutos depois de bela jogada pela direita de Asseyi, que se livrou da marcação de Tamires e cruzou para dentro da área.

O Brasil empatou logo depois, aos 19 minutos, com bela jogada de Debinha pela esquerda. A zaga afastou um cruzamento, mas Thaisa completou. O gol chegou a ser anulado, mas uma consulta ao VAR validou o empate.

A assistência de vídeo foi determinante para o resultado da partida. Cada equipe também teve um gol anulado depois da consulta ao sistema de vídeo arbitragem.

Primeiro, da França. Aos 19’ do primeiro tempo, a equipe abriu o placar aos 23 minutos. Diani se livrou de Tamires e o cruzamento, Gauvin ganhou a disputa com Barbara e abriu o placar. No lance, a goleira brasileira se contundiu. O VAR foi acionado e o gol recusado por falta na goleira brasileira, que passou a ser vaiada insistentemente durante todo o jogo.

Na prorrogaçã da partida, um gol de Tamires, em jogada de contra-ataque, foi cancelado depois da ação da assistência de vídeo. A lateral esquerda estava impedida no lance. 

O Brasil ainda teve uma grande oportunidade na primeira etapa prorrogação com um lance individual de Debinha que avançou sozinha até a área, superou a goleria, mas a zagueira afastou antes de a bola entrar.

Com esse resultado, a França mantém uma invencibilidade de oito jogos sem derrota para a seleção brasileira. Antes desta partida, as duas equipes haviam se empatada duas vezes e o Brasil perdido cinco.

A seleção francesa agora aguarda o resultado do jogo entre Estados Unidos e Espanha, nesta segunda-feira (24) para conhecer a adversária das quartas de final.  

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.