Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 13/11 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 13/11 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 13/11 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 13/11 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 13/11 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 13/11 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 12/11 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 12/11 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Esportes

Ashleigh Barty vence tcheca e é nova campeã de Roland Garros

media Ashleigh Barty ergueu seu primeiro troféu de Grand Slam no torneio de Roland Garros. REUTERS/Kai Pfaffenbach

A australiana Ashleigh Barty conquistou neste sábado (8) o torneio de tênis de Roland Garros, o primeiro Grand Slam de sua carreira. Ela venceu com muita facilidade sua adversária, a tcheca Marketa Vondrousova, por 2 sets a 0 (6/1 e 6/3).

A final inédita do saibro parisiense opôs duas tenistas que nunca haviam disputado uma final de Grand Slam. Disputado com quase duas horas de atraso por causa da chuva que interrompeu a semifinal entre Novak Djokovic e Dominic Thiem, o jogo foi liquidado pela australiana em apenas 1h10, e será lembrado mais pela rapidez do que pela qualidade técnica e da intensidade da disputa. 

Ashleigh Barty teve o controle da partida do começo ao fim. Visivelmente nervosa, Vondrousova  demorou para encaixar seu jogo e decepcionou quem apostou na força demonstrada durante o torneio. A tcheca, de 19 anos, chegou à final sem ter concedido nenhum set às suas adversárias. Mas tremeu demais, não soube controlar os nervos e foi punida severamente.

“Você me deu uma lição hoje”, disse Vondrousova na hora da premiação à australiana, sem esconder sua decepção por não ter feito a partida que gostaria.

Barty, que no ano passado não havia passado da segunda rodada do torneio de simples e foi finalista do de duplas, mostrou técnica e controle impecáveis. Ao impor com facilidade sua estratégia e jogadas, fechou o primeiro set em 6/1 em apenas 28 minutos. Apesar de esboçar uma reação no set seguinte, a tcheca não conseguiu destabilizar a oponente e perdeu o segundo set com 6/3.

"Jogo perfeito"

“Foi um jogo perfeito hoje”, resumiu Ashleigh ainda no centro da quadra, minutos após a conquista. Ela admitiu que o nervosismo atrapalhou sua adversária, a quem prestou homenagem pelo percurso nas competições desde o início do ano no circuito.

Aos 23 anos, Ashleigh ergueu seu primeiro troféu de Grand Slam na carreira e se tornou a primeira australiana a conquistar o título no saibro parisiense desde Margareth Court-Smith, em 1973. 

“Estou muito orgulhosa de ter conquistado esse torneio”, completou, ao ser lembrada de que seguiu os passos de sua compatriota, uma das maiores lendas do tênis mundial de todos os tempos. Ashleigh recebeu o troféu Suzanne Lenglen das mãos da ex-tenista americana Chris Evert, sete vezes campeã de Roland Garros.

Com a conquista do torneio francês, ela passa de 8° para o 2° lugar no ranking da WTA, a partir da próxima semana.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.