Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 18/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 18/09 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 18/09 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 18/09 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 18/09 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 18/09 09h30 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 16/09 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 16/09 09h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Esportes

Marta pode ser hexa no The Best da Fifa

media A jogadora Marta em uma das edições do The best da Fifa, 9 de janeiro de 2017 MICHAEL BUHOLZER / AFP

A Fifa anunciou as três finalistas à categoria de melhor jogadora do mundo nesta segunda-feira (3), em Londres. A brasileira Marta, que já venceu cinco vezes e foi indicada em 14 oportunidades, estará mais uma vez entre as indicadas. Este ano irá concorrer ao lado de Ada Hegerberg e Dzsenifer Marozsan, do Olympique Lyonnais, da França.

O resultado final do The Best da Fifa sairá no dia 24 de setembro também na capital inglesa. Marta joga atualmente no Orlando Pride, dos Estados Unidos, e é a maior vencedora da competição, com cinco títulos seguidos entre 2006 e 2010.

Em 2015, a atleta ficou fora da lista de dez indicadas pela primeira vez mas voltou logo no ano seguinte graças ao bom desempenho na seleção brasileira durante os Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro.

Neste ano, as três finalistas deixaram para trás outras sete candidatas: Lucy Bronze, Pernille Harder, Amandine Henry, Sam Kerr, Saki Kumagai, Megan Rapinoe e Wendie Renard.

Prêmio ficou com a holandesa Lieke Martens em 2017

Na edição de 2017, a grande vencedora foi Lieke Martens. A holandesa que ajudou seu país a conquistar o título europeu de seleções, desbancou a venezuelana Deyna Castellano e a favorita Carli Lloyd, dos Estados Unidos.

A escolha dos concorrentes ao The Best ocorre através de votação entre jornalistas das nações filiadas à Fifa, capitães e treinadores das seleções mundo afora. O público também participa da escolha em votação no site oficial da entidade. As categorias têm peso igual na soma final. Cada eleitor indica as atletas que considera os três melhores do mundo na última temporada, atribuindo cinco pontos ao primeiro colocado, três ao segundo e um ao terceiro. O vencedor é aquele que tem maior soma no final.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.