Ouvir Baixar Podcast
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 25/05 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 25/05 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 25/05 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 24/05 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 24/05 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 24/05 15h00 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 20/05 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 20/05 09h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Esportes

Para Luiz Gustavo “experiência prevaleceu” na vitória do Atlético de Madrid sobre o Marselha na final da Liga Europa

media Jogadores do Atlético de Madrid comemoraram o terceiro título do clube na Liga Europa. Foto: Reuters

O Atlético de Madrid conquistou esta quarta-feira (16) pela terceira vez na sua história a Liga Europa, ao vencer o Olympique de Marselha, por 3-0, com 2 gols de Antoine Griezmann e 1 de Gabi, na final disputada em Lyon. Para o meia Luiz Gustavo, um dos destaques do time nesta temporada, a grande experiência da equipe madrilenha em competições internacionais fez a diferença.

Jogamos contra um grande time, que tem mais experiência do que nós”, afirmou o brasileiro após a partida. O Olympique de Marselha chegou a pressionar a esquadra de Madrid nos primeiros 20 minutos da partida. Logo no começo do jogo, Germain perdeu uma excelente oportunidade para abrir o placar a favor dos franceses. “Nós podemos dizer que nas poucas chances que tiveram, eles fizeram gols. Esses detalhes fazem a diferença em partidas como essa”, completou.

“A experiência prevaleceu. Eles souberam cadenciar o jogo, fizeram o que tinham que fazer nos momentos certos e mereceram sair com a vitória”, analisou Luiz Gustavo. O jogador também afirmou que a vontade era de “levar a taça aos moradores de Marselha” onde a paixão pelo futebol é muito maior do que no resto da França. Luiz Gustavo finalizou dizendo que é “preciso respeitar” o time “bem montado” de Madri.

Com a derrota, o Marselha não só perdeu uma oportunidade rara de conquistar um troféu internacional depois da Liga dos Campeões (1992/93), como ainda igualou o recorde indesejado do Benfica, com três finais perdidas na Liga Europa, após as derrotas de 1999 e 2004.

O jogador do Olympique de Marselha, Luiz Gustavo, durante a partida contra o Atlético de Madrid na final da Liga Europa. 16/05/18. Foto: Reuters

Liga dos Campeões

Com a vaga para a Liga dos Campeões já garantida pelo Atlético de Madrid no campeonato espanhol, uma nova oportunidade é oferecida ao terceiro colocado na França. Com isso, o Olympique de Marselha, que está hoje na quarta posição, ainda pode lutar por um lugar na principal competição europeia.

No entanto, não será tarefa fácil. Na última rodada, o Marselha precisa vencer o Amiens (12º), além de torcer por um tropeço de Monaco e Lyon, com respectivamente 3 e 1 ponto a mais do que o OM.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.