Ouvir Baixar Podcast
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 18/10 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 18/10 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 18/10 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 17/10 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 17/10 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 17/10 15h00 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 14/10 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 14/10 09h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Esportes

Malcom e Diego conquistaram troféus de gol mais bonito e melhor jogador da 2ª divisão na França

media Os jogadores Malcom e Diego Rigonato, vencedores de prêmios do Sindicato dos Futebolistas Profissionais da França. E. Ramalho

Além de Neymar, escolhido como melhor jogador da temporada no futebol francês, outros dois brasileiros voltaram para casa neste domingo (13) com prêmios oferecidos pelo Sindicato dos Futebolistas Profissionais da França (UNFP, na sigla em francês): Malcom e Diego Rigonato.

Malcom, meia atacante do Bordeaux, foi escolhido autor do gol mais bonito da temporada. Na vitória contra o Dijon por 3 a 2, o ex-corinthiano acertou um belo chute de cerca de 30 metros de distância do gol. Malcom derrotou outros três finalistas e saiu muito emocionado da premiação.

“Sabia que a maioria do público iria votar no gol mais bonito. Poderia não ser meu, tiveram outros bonitos. Fico feliz, agora é trabalhar para fazer outro mais bonito na próxima temporada”, brincou. Com os olhos marejados, Malcom dedicou seu prêmio à mãe, “uma mulher guerreira” e também à uma tia e à avó, como homenagem ao Dia das Mães, celebrado no Brasil.

O atacante ainda concorreu ao prêmio “Esperança” do ano, mas foi superado pelo francês Kylian Mbappé, vencedor pelo segundo ano consecutivo da categoria.

Com 11 gols, 6 passes decisivos em 34 jogos, Malcom foi destaque do Bordeaux na temporada, mas o jogador não esconde sua vontade de encarar novos desafios na carreira. Seu nome é cogitado para o Liverpool, mas ele desmente qualquer contato oficial.

“Não sei, não vejo esse negócio de propostas. Não fico querendo saber porque tenho que pensar no meu trabalho. Se eu ficar pensando em negociação, não consigo fazer meu trabalho direito e, se não fizer direito, não serei visto pelos grandes clubes da Europa”, justificou.

Jogador do Bordeaux exibe o troféu de gol mais bonito da temporada E. Ramalho

Malcom diz que almeja disputar a Liga dos Campeões. “Meu sonho é poder jogar em alto nível e pela temporada que fiz, estou mais que preparado. Este é meu sonho e vou buscar até o final jogar a Champions League”, finalizou.

Melhor jogador da 2ª divisão

Outro brasileiro que saiu com o prestigioso troféu nas mãos foi Diego Rigonato. Ele foi premiado como melhor jogador da 2ª divisão do campeonato francês.

O paulista de Americana foi recompensado pela grande temporada com o Reims, promovido à divisão de elite ao ser campeão da competição com várias rodadas de antecedência.

Presente em 34 dos 38 jogos disputados pela equipe, o meio campista marcou nove gols. “Conseguimos fazer um campeonato muito importante, fomos campeões antes da última rodada e colocamos o Reims onde ele merece. Para mim é uma ótima oportunidade de voltar à Liga 1 e enfrentar jogadores de alto nível”, comentou, após receber a recompensa.

Aos 30 anos e com o contrato para expirar no final de junho, Diego não tem sinalização da direção do Reims para prorrogar com o clube que defende desde a temporada 2012/2013. “Estou com as portas abertas, vou pensar no melhor caminho agora para pensar em uma solução”, disse, esperançoso.

Na entrevista após a cerimônia, Diego também lembrou de sua chegada tumultuada à Europa, aos 18 anos. “Pensava que ia para a Ucrânia. Cheguei na Áustria, e fui barrado pela polícia. Fui levado para uma sala e não falava nenhuma língua, foi difícil se expressar”, lembrou.

No aeroporto, ele ficou à espera de seu empresário por nove horas. “Como viram que eu era meio jovem, estava sozinho, me pegaram. Tive também que abrir minha mala, jogaram tudo no chão e depois pediram para eu fazê-la de novo. Me chocou bastante, logo na entrada não ser bem-vindo. Mas isso me fez mais forte”, afirmou.

Diego passou quatro temporadas no Budapest Honved da Hungria, antes de desembarcar no Reims, em 2012.

O meio campista Diego Rigonato do Reims venceu o prêmio de melhor jogador da 2 divisão da França E. Ramalho

Dentro de um mês, o jogador receberá seu passaporte de cidadão francês e espera que o documento possa ajudá-lo a encontrar um clube na França. “Meu sonho é continuar jogando bola, o que mais gosto de fazer”, diz.   

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.