Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 22/05 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 22/05 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 22/05 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 22/05 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 22/05 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 22/05 09h30 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 20/05 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 20/05 09h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Esportes

Estrela do rugby australiano cria polêmica com comentários homofóbicos

media O jogador de rugby australiano Israel Folau já fez vários comentários homofóbicos. PATRICK HAMILTON / AFP

O jogador de rugby australiano Israel Folau publicou nas redes sociais um vídeo hostil ao casamento gay. Essa não é a primeira vez que o atleta, vice-campeão mundial da modalidade, se exprime sobre o tema. Católico fervoroso, ele já havia sido criticado em abril ao declarar que os gays iriam “acabar no inferno”.

Com informações de Farid Achache

Folau postou nesta quarta-feira (9) um vídeo de David Wilkerson, um pastor americano que criticava o casamento gay. No sermão, o evangélico, morto em 2011, afirmava que o mundo vive um momento de “desigualdades galopantes, com perversões sexuais indescritíveis”. O jogador justificou o post declarando que gostaria de “compartilhar o vídeo na esperança de que as pessoas assistam e reflitam”.

O episódio colocou a federação australiana de rugby em uma saia justa, principalmente porque a Austrália se pronunciou a favor do casamento gay no final de 2017 e o tema dividiu o país. Na época do debate sobre a união entre pessoas do mesmo sexo, Folau já havia dito que respeitava as opiniões de todos, “mas pessoalmente me oponho ao casamento gay”.

Patrocinadores homofobia

“É uma das situações mais difíceis com a qual tive que lidar na minha carreira”, comentou a presidente da Federação australiana de rugby, Raelene Castle. “De um lado, temos uma questão de respeito dos direitos humanos e, de outro, a liberdade de expressão”, disse.

Até agora Folau não foi alvo de nenhuma sanção da entidade, mas a federação se questiona sobre a renovação de seu contrato, que termina no final deste ano. Principalmente diante das críticas de alguns patrocinadores, como a companhia australiana Qantas, que já informou não ter apreciado os comentários do jogador.

Grandes nomes do rugby se manifestaram

Além dos patrocinadores, várias personalidades do mundo do rugby se manifestaram após as declarações do Folau, que até agora não se desculpou e disse que não se arrepende de nada que disse. “Infelizmente, é evidente que o melhor jogador de rugby da Austrália é um fanático religioso”, declarou Clyde Rathbone, que atuou no Wallaby. “Vamos falar de esporte. Guarde suas crenças para você”, comentou o também jogador George Gregan.

Logo após os comentários feitos pelo jogador em abril, seu compatriota Simon Dunn, gay assumido e que joga no Reino Unido, postou uma foto beijando um colega, em resposta às declarações homofóbicas. Dunn compartilhou a imagem com Folau e pediu que seus fãs fizessem o mesmo.

“O mundo esportivo ainda é um lugar onde beijar o parceiro depois da vitória de nosso time ainda é visto como ato de rebeldia, infelizmente. É um ambiente onde comentários homofóbicos podem ser defendidos como ‘apenas uma questão de opinião’. E isso é realmente preocupante”, frisou Dunn.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.