Ouvir Baixar Podcast
  • 14h27 - 14h30 GMT
    Flash de notícias 15/01 14h27 GMT
  • 14h06 - 14h27 GMT
    Programa 15/01 14h06 GMT
  • 14h00 - 14h06 GMT
    Jornal 15/01 14h00 GMT
  • 08h57 - 09h00 GMT
    Flash de notícias 15/01 08h57 GMT
  • 08h36 - 08h57 GMT
    Programa 15/01 08h36 GMT
  • 08h30 - 08h36 GMT
    Jornal 15/01 08h30 GMT
  • 08h33 - 08h57 GMT
    Programa 13/01 08h33 GMT
  • 08h30 - 08h33 GMT
    Jornal 13/01 08h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Esportes

Messi, CR7 e Neymar lideram lista de salários da France Football; Oscar é o 17°

media O argentino Lionel Messi, 30 anos, superou a marca de € 126 milhões de ganhos na temporada 2017-2018. REUTERS/Juan Medina

A revista France Football publica nesta terça-feira (24) os rankings de salários de jogadores e técnicos de futebol, com os 20 profissionais mais bem pagos do mundo em cada uma das listas. Mais uma vez, os rendimentos dos craques estão em alta.

Pela sétima vez, o argentino Lionel Messi (Barcelona) lidera a lista de jogadores depois de embolsar € 126 milhões (R$ 528 milhões) no ano passado. O português Cristiano Ronaldo (Real Madrid) é o segundo colocado, com € 94 milhões (R$ 394 milhões). O brasileiro Neymar (Paris Saint Germain) aparece em terceiro lugar, com € 81,5 milhões (R$ 341 milhões) de ganhos em 2017. A classificação leva em conta salários brutos e contratos publicitários acumulados na temporada 2017-2018 e os prêmios recebidos no ano passado.

O português José Mourinho (Manchester United) lidera o ranking dos técnicos após faturar € 26 milhões (R$ 109 milhões) em 2017, seguido pelo italiano Marcello Lippi (Seleção da China), com € 23 milhões (R$ 96 milhões), e pelo argentino Diego Simeone (Atlético Madrid), com € 22 milhões (R$ 92 milhões).

Neymar é o jogador mais bem pago do Campeonato Francês, seguido pelo uruguaio Edinson Cavani e pelo francês Kylian Mbappé, o trio de ataque do PSG. A eliminação do clube na Liga dos Campeões talvez se explique pela ausência de técnicos da primeira divisão francesa no top 20 de treinadores da revista France Football.

Renda de Messi aumentou 65%

Messi, que renovou em novembro passado provavelmente o último contrato de sua carreira (2017-2021), viu seus ganhos aumentarem 65%, de acordo com a publicação. Em relação a Neymar, a curiosidade é que ele recebe em salário líquido cerca de € 10 milhões (R$ 41 milhões) a mais do que Cristiano Ronaldo, mas perde a segunda posição no ranking para o português em receita publicitária e prêmios.

Além de Neymar, o único brasileiro da lista da France Football é o meia Oscar, que abriu mão de seu prestígio na Europa para jogar na China, no Xangai SIPG, e aparece em 17° lugar. Com rendimento anual de € 22 milhões (R$ 92 milhões), ele é um dos únicos craques do futebol chinês a ultrapassar a marca de € 20 milhões.

Os atacantes dominam a lista: eles são 13 em 20. O único goleiro é o alemão Manuel Neuer, em 20° lugar. Nenhum técnico brasileiro faz parte do ranking de treinadores milionários da France Football, dominada pelo futebol europeu e chinês.

A revista destaca um estudo realizado em 2016 em 84 ligas profissionais da Europa, Américas e África, envolvendo 14 mil jogadores. Os resultados mostram desigualdades astronômicas. Apenas 2% dos jogadores no mundo ganham mais de € 585 mil líquidos por ano (R$ 2,4 milhões), enquanto 74% recebem menos de € 3.250 (R$ 13,6 mil) por mês.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.