Ouvir Baixar Podcast
  • 08h30 - 08h36 GMT
    Jornal 20/11 08h30 GMT
  • 14h27 - 14h30 GMT
    Flash de notícias 19/11 14h27 GMT
  • 14h06 - 14h27 GMT
    Programa 19/11 14h06 GMT
  • 14h00 - 14h06 GMT
    Jornal 19/11 14h00 GMT
  • 08h57 - 09h00 GMT
    Flash de notícias 19/11 08h57 GMT
  • 08h33 - 08h57 GMT
    Programa 19/11 08h33 GMT
  • 08h30 - 08h33 GMT
    Jornal 19/11 08h30 GMT
  • 08h36 - 08h57 GMT
    Programa 17/11 08h36 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Esportes

Blatter chama de "ridícula" acusação de assédio sexual de jogadora americana

media La gardienne américaine Hope Solo face à la Suède, le 12 août 2016 aux … A goleira da seleção feminina de futebol dos Estados Unidos, Hope Solo, durante jogo contra a Suécia, na Olimpíada do Rio, em 12 de agosto de 2016. AFP

A jogadora de futebol dos EUA Hope Solo acusa ex-presidente da FIFA, Joseph Blatter, de assédio sexual. A estrela do futebol feminino americano afirmou nesta sexta-feira (10) ao jornal português Expresso que Blatter passou a mão nela durante a cerimônia da Bola de Ouro de 2012, realizada em 7 de janeiro de 2013. O ex-presidente da FIFA chamou neste sábado (11) a acusação de “ridícula e absurda”.

A goleira da seleção feminina futebol dos EUA, de 36 anos, disse que Blatter, de 81 anos, a assediou quando ela estava prestes a entregar o prêmio Bola de Ouro a sua colega Abby Wambach, na cerimônia em Zurique, Suíça. "Sepp Blatter passou a mão na minha bunda, foi há alguns anos na cerimônia da Bola de Ouro, pouco antes de eu entrar no palco", disse Hope Solo ao Expresso. A jogadora, vencedora da Copa do Mundo e duas vezes campeã olímpica, fez as acusações às margens da Web Summit, realizada em Lisboa.

Ela disse ainda que o assédio sexual era um problema comum no futebol feminino. "Eu vi isso durante toda a minha carreira e gostaria de ver mais atletas falando sobre suas experiências", declarou Solo. Ela acredita que o problema está fora de controle em todos os lugares e não apenas em Hollywood, numa referência à avalanche de denúncias provocada após o escândalo envolvendo o produtor Harvey Weinstein.

Blatter contesta

O ex-presidente da Fifa, Sepp Blatter, enviou nestesábado uma declaração à AFP. Ele considera "ridícula e absurda" a acusação de assédio sexual feita contra ele por Hope Solo.

Blatter foi presidente da FIFA de 1998 até 2015, quando foi banido da instituição máxima do futebol internacional por corrupção.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.