Ouvir Baixar Podcast
  • 14h27 - 14h30 GMT
    Flash de notícias 11/12 14h27 GMT
  • 14h06 - 14h27 GMT
    Programa 11/12 14h06 GMT
  • 14h00 - 14h06 GMT
    Jornal 11/12 14h00 GMT
  • 08h30 - 08h36 GMT
    Jornal 11/12 08h30 GMT
  • 08h57 - 09h00 GMT
    Flash de notícias 10/12 08h57 GMT
  • 08h33 - 08h57 GMT
    Programa 10/12 08h33 GMT
  • 08h30 - 08h33 GMT
    Jornal 10/12 08h30 GMT
  • 08h36 - 08h57 GMT
    Programa 08/12 08h36 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.

“PSG é como uma seleção”, dizem brasileiros do Bordeaux

“PSG é como uma seleção”, dizem brasileiros do Bordeaux
 
Para jogadores do Bordeaux, PSG está acima da liga. REUTERS/Benoit Tessier

A goleada imposta pelo PSG ao Bordeaux neste sábado (30) em Paris conclui uma semana perfeita para o time parisiense. Depois da vitória de 3 a 0 sobre o Bayern de Munique pela Liga dos Campeões, o PSG voltou a mostrar toda a força ofensiva de seu ataque. A vítima desta vez foi o Bordeaux, que saiu do estádio amargando uma humilhante derrota por 6 a 2.

O duelo entre as duas equipes até então invictas do campeonato francês criou a expectativa de um jogo acirrado. Mas logo aos cinco minutos, com uma excepcional cobrança de falta de Neymar, o PSG já engatava o caminho de mais uma vitória. O brasileiro ainda daria um passe decisivo para Cavani, além de marcar outro de pênalti, na impressionante goleada que fez a equipe disparar isolada na tabela.

Com poucas chances durante a partida, o Bordeaux conseguiu ainda balançar duas vezes as redes do PSG, uma delas com o atacante brasileiro Malcom, de pênalti. No final da partida, o ex-corinthiano admitiu a diferença atual entre o PSG e todos os outros times da França.

“O Paris Saint-Germain é uma grande equipe. Não tem o que falar. Tivemos oportunidades, mas não marcamos. Eles tiveram oportunidades, e fizeram. É bom jogar com os melhores do mundo”, afirmou.

Para o atacante, que disputa sua terceira temporada no futebol francês, o time da capital hoje é tecnicamente muito superior ao restante dos clubes que disputam o mesmo título. “É uma das melhores equipes do mundo. De verdade. Temos que fazer o nosso papel e ver o que vai dar no final do jogo”, disse, resignado.

Para Malcom, o Bordeaux, que começou bem a temporada com quatro vitórias e três empates, e ainda tem condições de terminar a competição entre os três melhores.

“Nós temos capacidade de brigar por uma vaga na Liga dos Campeões. Mesmo que for na fase preliminar, acho que temos capacidade e qualidade para disputar a competição”, afirmou.

Malcom, de 20 anos, que durante a semana renovou o seu contrato com o Bordeaux até 2021, o campeonato francês ganhou mais visibilidade com a chegada de craques como Neymar.

“A chegada do Neymar deu uma ‘abrilhantada’ no campeonato. Renovei porque me sinto bem em Bordeaux, fui bem recebido, e estou muito feliz por estar fazendo o que estou fazendo no clube”, disse.

“PSG é uma seleção”

Apesar de ser considerado um dos melhores jogadores do Bordeaux em campo contra o PSG, o volante Otávio lamentou não ter conseguido parar o ataque adversário.

“O PSG hoje está com uma seleção. É um clube com um dos melhores elencos do mundo, teve muito investimento. Uma derrota aqui é normal, mas não esperava um placar tão elástico”, confessou.

Na primeira etapa, o PSG já tinha a vantagem de 5 a 1, o que dificultou a reação do Bordeaux.

“Eles estão acima da média. São jogadores excepcionais, Neymar, Mbappé, Cavani… Qualquer equipe que jogar contra eles vai sentir muito. Eles são fora de série”, acrescentou.

“Eles estão acima de qualquer time na França, mas o Bordeaux está no caminho certo, e deve continuar trabalhando como vemos fazendo. Temos que jogar no nosso melhor nível e ver lá na frente qual vai ser nosso melhor resultado. Ficar entre os três primeiros seria uma grande conquista”.

Otávio, que trocou o Atlético Paranaense para ficar quatro temporadas no Bordeaux, reconhece que o campeonato francês virou uma grande vitrine para todos os jogadores, principalmente os brasileiros.

“Com a chegada principalmente do Neymar, o campeonato francês ganhou muita visibilidade. Nós que estamos chegando agora já sentimos isso. Tanto no Brasil quanto aqui na França, falam muito do campeonato e a visibilidade está em cima de nós”, afirma.

O jogador de 23 anos, que já conquistou a vaga de titular, se diz contente com sua nova experiência e a chegada ao futebol europeu.

“É meu primeiro clube na Europa, estou muito feliz e me adaptando a cada jogo. Isso é importante para meu crescimento na carreira”, declarou

Na próxima rodada do campeonato francês o Bordeaux recebe o Nantes, e o PSG joga fora de casa contra o Dijon.


Sobre o mesmo assunto

  • Ligue 1

    PSG goleia Bordeaux com dois de Neymar

    Saiba mais

  • Futebol/Europa

    Neymar, Cavani e Dani Alves marcam na vitória do PSG sobre o Bayern de Munique

    Saiba mais

  • Futebol/PSG

    Quem é melhor para o PSG: Ibrahimovic ou Neymar?

    Saiba mais

  • Esportes

    PSG de Neymar e Mbappé deixou campeonato francês desnivelado, dizem brasileiros do Lyon

    Saiba mais

  • Futebol/Europa

    Neymar é o grande trunfo do PSG na estreia da Liga dos Campeões

    Saiba mais

  • França/Futebol

    PSG apresenta prodígio Mbappé, 2° jogador mais caro depois de Neymar

    Saiba mais

  • França

    Atacante prodígio Mbappé deve assinar ainda hoje com o PSG

    Saiba mais

  • PSG de Neymar contra Bayern é um dos destaques da Liga dos Campeões 2017

    Saiba mais

  • Jornal francês traz comparativo entre Neymar e Ibrahimovic, estrelas do PSG

    Saiba mais

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
Programas
 
O tempo de conexão expirou.