Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 15/07 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 15/07 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 15/07 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 15/07 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 15/07 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 15/07 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 14/07 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 14/07 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Esportes

Pela primeira vez, casal vence maratona de Paris

media Purity Rionoripo e Paul Lonyangata, o casal de atletas do Quênia vencedor da maratona de Paris neste domingo (9). ERIC FEFERBERG / AFP

Não é surpreendente ver quenianos vencendo maratonas, mas um casal subir no primeiro lugar do pódio era inédito, até então, na maratona de Paris. Essa foi a performance dos corredores Paul Lonyangata e Purity Rionoripo, que são casados neste domingo (9).

Lonyangata, de 24 anos, venceu a prova masculina, percorrendo os 42,195 quilômetros em pouco mais de duas horas e seis minutos. Quinze minutos depois, Rionoripo foi a primeira mulher a cruzar a linha de chegada, com o tempo de 2h20'55".

"É a minha esposa. Tenho muito orgulho dela", declarou Lonyangata aos jornalistas. Já Rionoripo classificou a façanha como "um dia muito especial".

Essa é a primeira vez na história da maratona de Paris que um casal chega em primeiro lugar. Além da vitória, a corredora ainda bateu o recorde na categoria feminina na competição.

Quênia domina maratona de Paris

A maratona de Paris foi dominada por atletas do Quênia. Depois de Lonyangata, chegaram seus compatriotas Stephen Chebogout (2h06'56") e Solomon Yego (2h07'13"). Na sequência de Rionoripo, a queniana Agnes Barsosio (2h21'02") obteve o segundo lugar e, em terceiro, chegou a etíope Flomena Cheyech (2h21'23").

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.