Ouvir Baixar Podcast
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 23/04 09h30 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 24/04 09h30 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 23/04 09h33 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 24/04 09h36 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 24/04 09h57 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 24/04 15h00 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 24/04 15h06 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 24/04 15h27 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Esportes

Neymar leva Barcelona a vitória épica e impõe humilhação histórica ao PSG

media Jogadores do PSG abatidos na derrota por 6-1 do Barcelona. Josep Lago / AFP

A França acordou de ressaca com a derrota humilhante de 6 a 1 do Paris Saint-Germain para o Barcelona e a eliminação surpreendente do clube parisiense da Liga dos Campeões da Europa. L'Équipe, o jornal esportivo de referência no país, resumiu com uma palavra a "hecatombe francesa" no estádio Camp Nou: "Inqualificável". A mesma expressão foi utilizada pelo diário Le Parisien para expressar o profundo vexame vivido pelos franceses em Barcelona.

Vitória histórica do Barcelona contra PSG na Champions Reuters / Albert Gea Livepi

Depois de vencer o primeiro jogo em Paris por 4 a 0 e obter uma grande vantagem para o jogo de volta, o PSG viveu um naufrágio histórico ao ser goleado por 6 a 1 e perder a vaga nos minutos finais de uma partida épica. A eliminação era tão pouco provável que os diários buscam palavras para expressar o sentimento profundo de decepção: "Paris massacrado, pisoteado, humilhado", escreve o diário Le Figaro.

Em sua manchete, o Libération sintetizou: "o PSG afundou". O jornal lembra que a dois minutos do final do tempo regulamentar da partida, o time parisiense estava classificado com o resultado de 3 a 1, mas o que parecia impossível, aconteceu. O time espanhol fez três gols em sete minutos, incluindo os acréscimos da prorrogação e ficou com a vaga nas quartas de final.

Pior pesadelo da história do clube

Com uma foto dos jogadores deixando o gramado de cabeça baixa, Le Parisien diz que o PSG fez história na Liga dos Campeões, em referência ao fato de que nunca no torneio um time que havia vencido por 4 a 0 tinha sido desclassificado no jogo de volta. Diante de tal humilhação sofrida do Barcelona, o clube francês pode não conseguir se recuperar de uma eliminação tão vergonhosa. "É o pior pesadelo da história do clube", afirma o jornal parisiense. "O time se desclassificou sozinho ao final de um jogo incrível, com um roteiro inimaginável, uma loucura como poucas vezes vistas na história do futebol", resume o Le Parisien. Até então, o time era visto como mágico e os jogadores geniais.

O jornal pede a cabeça do treinador Unai Emery, que ficará manchado com uma "derrota amoral" no seu currículo. Mas ele não é o único culpado, escreve o diário. "O Barcelona é um clube mítico, é verdade, mas na manhã de hoje é o fracasso do PSG que conta. A falha, uma das mais retumbantes da história do futebol mundial, é total." "Será que o clube irá superar um dia o que sofreu?", questiona Le Parisien.

O esportivo L'Équipe também foi duro com o PSG, que fez seus torcedores sonharem com uma classificação histórica contra o Barcelona. Mas, em sete minutos, eles perderam tudo. O editorialista do jornal afirma: "A lenda que será escrita depois do jogo será de uma falência eterna. A derrota por 6 a 1 ficará marcada como o símbolo de que, no futebol, toda reviravolta é possível, e que este esporte é maluco, principalmente para as equipes que perdem a cabeça". A poucos segundos de entrar na galeria dos grandes times de futebol, o PSG se tornou ontem à noite, ao cair no precipício, uma marca mundial simbolizando o fracasso, resumiu o jornalista Vincent Duluc. O 6 a 1 vai acompanhar os jogadores pelo resto de suas vidas, afirma, e o time só vai se recuperar no dia em que levantar o troféu da Liga dos Campeões.

Neymar: o melhor do mundo para Le Figaro

Os jornais franceses também consideram o brasileiro Neymar o grande nome do jogo e o principal responsável pela chamada "remontada" histórica do Barcelona. O atacante brasileiro foi obstinado, teimoso e decisivo, escreveu L'Équipe, que atribui a melhor nota do jogo: 9.

Neymar lidera Barcelona em vitória histórica contra PSG na Champions PAU BARRENA / AFP

Já para Le Figaro, Neymar foi "o guia que abriu o caminho da conquista". "O diabo do Neymar, melhor jogador barcelonês nos dois jogos, marcou aos 43 minutos do segundo tempo de falta, depois aos 45 de pênalti e no último minuto da prorrogação, aos 50 minutos, deu a assistência para o gol decisivo de Sergi Roberto", lembra o diário. O atacante braisleiro sempre foi apontado como o sucessor de Messi e de Cristiano Ronaldo na hierarquia do futebol. Desde ontem à noite, ele pode ser considerado o melhor do mundo, garante Le Figaro.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.