Ouvir Baixar Podcast
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 19/03 09h30 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 24/03 09h30 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 19/03 09h33 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 24/03 09h36 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 24/03 09h57 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 24/03 15h00 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 24/03 15h06 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 24/03 15h27 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Esportes

Salvador é o destino da maior regata transatlântica que liga Europa à América

media Percurso da 13ª edição da regata Transat Jacques Vabre.

A largada da 13ª edição da regata Transat Jacques Vabre será no dia 5 de novembro, em Le Havre, no norte da França. A previsão é que os primeiros veleiros cheguem a Salvador no fim de novembro. Na última edição, 42 barcos participaram da disputa.

"Este percurso transatlântico que liga o hemisfério Norte ao Sul é mais exigente que uma simples travessia de leste a oeste. Requer dos velejadores qualidade técnica, planejamento estratégico, um bom conhecimento meteorológico e uma excelente condição física para completar o percurso", explica Sylvie Viant, diretora de prova da Transat Jacques Vabre.

Esta é a quinta vez que Salvador será o destino de chegada da regata, disputada a cada dois anos. A última vez foi em 2007. "A edição deste ano marca o retorno a um local histórico e emblemático para nós, que já recebeu várias vezes o evento", afirma Xavier Mitjavila, presidente da JDE France e da Associação Transat Jacques Vabre.

A capital baiana recebeu a competição de 2001 a 2007 (a cada dois anos) e, ao lado de Itajaí (SC), são as únicas duas cidades brasileiras a serem porto de chegada da travessia. O trajeto terá ao todo 4.350 milhas náuticas - 8.056 quilômetros até a chegada na Baía de Todos os Santos.

Participação brasileira

Apesar das inúmeras medalhas de ouro dos velejadores brasileiros em Olimpíadas, o Brasil nunca se destacou na regata transatlântica. Em 2005, Walter Antunes foi o primeiro brasileiro a fazer o mesmo trajeto entre Le Havre e Salvador. Já em 2015, o campeão olímpico Edu Penido e Renato Araújo formaram a primeira equipe verde-amarela em 24 anos de regata.

Se o número de participantes brasileiros ainda é baixo, por outro lado o Brasil é o país que mais vezes recebeu o evento, seguido pela Colômbia. Já em 2013 e 2015, foi a cidade catarinense de Itajaí a segunda representante brasileira.

Sobre a regata

A regata, que é disputada em duplas, larga sempre da cidade portuária de Le Havre, na Normandia, com destino a um país produtor de café, característica que lhe rendeu o apelido de "Rota do Café". Em 2013, a regata reuniu mais de 590 mil visitantes nas duas cidades da Regata (Le Havre e Itajaí).

Participam quatro classes de veleiros: Class40, Multi50, IMOCA e Ultime, com 40, 50, 60 e até 100 pés respectivamente. A travessia ligando a Europa à América é disputada com apenas dois velejadores a bordo, que se revezam no comando da embarcação.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.